Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Polícia

Equipes de socorro realizam simulado de resgate na SP-215

30 Nov 2011 - 11h15
0 - 0 -

Por volta das 10h da manhã desta quarta-feira (30) o Corpo de Bombeiros de São Carlos, Rio Claro e Araraquara, além do Samu e empresas da cidade, realizaram uma simulação de acidente automobilistico rodoviário na rodovia Professor Luis Augiusto de Oliveira (SP-215) no Km 148. O simulado durou cerca de duas horas.

Galeria de fotos de Maurício Duch/SCA
Galeria de fotos de Danilo Moreno/SCA
Veja vídeo do simulado

Cerca de 80 pessoas de vários órgãos e empresas participaram do simulado que serve de treinamento aos profissionais que devem saber como proceder em situações reais de risco.

O treinamento aconteceu após a simulação de umaa colisão entre um ônibus e um caminhão de cana-de açuçar, totalizando  30 vítimas que  eram socorridas pelas equipes de socorro e separadas pelo nível de gravidade.

Segundo o capitão do 3º Sub-Grupamento do Corpo de Bombeiros de São Carlos, Luiz Henrique Nomellini, o simulado contou com as equipes de Rio Claro e Araraquara já que a cidade não tem estrutura para atender a uma ocorrência de grande porte. "Devido ao grande numero de vítimas, a cidade precisa do auxílio das unidades vizinhas para auxiliar no transporte das mesmas, por isso é importante a participação de todos".

Além do Corpo de Bombeiros, o simulado contou com a participação da Polícia Militar Rodoviária, 38º Batalhão de Polícia Militar , Polícia Civil, Polícia Científica, Gurda Municipal,  Amarelinho, Departamento de Estrada e Rodagem (DER), Prefeitura Muinicipal de São Carlos, concessionárias Centrovias, Triângulo do Sol , Intervias, Autovias, Hospítais Unimed, Casa de Saúde, Hospital Escola (HE), Santa Casa de Misericódia, Unidade de Pronto Antebdimento (UPA), Electrolux, SAMU, Universidade de São Paulo (USP), Ortomed, Med Salva,  e Atenas Paulista.

De acordo co  o diretor do Departamento de Atenção do Cuidado Hospitalar, Francisco Neo, o treinamento é importante para que se possa fazer a integração das equipes e capacitar os profissionais de saúde. "As equipes precisam  aprender a trabalharem juntas para prestarem um atendimento eficiente. Além do que o simulado permite treinar as instituições recptoras como os hospitais e as UPAS ".

Após a realização do simulados, todos os envolvidos deverão se reunir para debater os pontos positivos e negativos do simulado, como o  tempo de atedimento, o sincronismo das equipes e as possíveis falhas no atendimento.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias