Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Polícia

DIG esclarece homicídio ocorrido na estação da Fepasa

01 Jul 2009 - 16h58Por Redação São Carlos Agora
A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos esclareceu nesta quarta-feira (01) o homicídio contra Odair Castro Ferreira da Silva, de 23 anos, morto no final da noite de ontem com golpes de marreta e tijolos na antiga estação da Fepasa. O crime foi cometido por Giovani Minervino, 23 anos, natural de Diadema/SP e Ilzo Ildefonso de Souza, 45 anos, o Bin Laden. O motivo do crime seria ciúmes da mulher de um dos autores.

OSão Carlos Agoradesde a noite desta terça-feira (30) acompanha o caso. Após desconfiar que Odair estaria tendo segundas intenções com a sua mulher, Giovani  passou a planejar o crime. Durante a noite, na ausência de Odair ele passou a revirar as roupas dele e encontrou uma marreta. Quando Odair chegou para dormir sob o vão existente no viaduto da Fepasa, Giovani foi tirar satisfações com ele e desferiu uma marretada em sua cabeça. Bin Laden, amigo de Giovani o auxiliou desferindo uma tijolada. Em seguida os dois carregaram Odair ainda vivo até próximo da linha do trem com o objetivo dele ser atropelado, porem como estavam alcoolizados não conseguiram e o deixaram ali mesmo. Logo após eles foram até um bar nas proximidades e depois de 1 hora retornaram. Como não encontraram a vítima, os dois acusados passaram a procurá-lo e o encontraram ferido em uma mureta próximo de um galpão. Segundo Giovani, Odair ainda estava vivo e por isso desferiu outras marretadas até ele morrer. Em seguida a dupla fugiu.

Segundo Giovani, ele mesmo avisou um Guarda Municipal que havia um homem sangrando e que chamasse o SAMU. Sem desconfiar de nada o guarda acionou o socorro, porém já era tarde, Odair estava morto.

A Polícia Militar foi acionada e após colher informações no local passou a patrulhar a região e durante a madrugada encontrou Giovani, sua amásia e Bin Laden sob o viaduto. Eles negaram o crime e foram conduzidos ao Plantão Policial e como não havia provas, o delegado resolveu liberá-los.

Na manhã desta quarta-feira (01) a delegada Denise Gobbi Szakal após tomar conhecimento do crime foi até a estação da Fepasa, onde encontrou os acusados. Após um trabalho intenso de investigação eles acabaram confessando o crime. Giovani disse estar arrependido, porém alegou que não suportava mais o fato de Odair molestar a sua amásia.

Os dois suspeitos foram encaminhados até a sede da DIG, onde a delegada Denise solicitou a prisão temporária dos mesmos até o término das apurações.


comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias