Menu
segunda, 25 de janeiro de 2021
Polícia

DIG esclarece assassinato de rapaz que foi brutalmente espancado no Pacaembu

24 Abr 2013 - 17h37
Delegado Gilberto de Aquino e sua equipe esclareceram mais um caso grave em São Carlos. - Delegado Gilberto de Aquino e sua equipe esclareceram mais um caso grave em São Carlos. -

Policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) esclareceram nesta quarta-feira (24) o assassinato do jovem Dinael Odelson Nogueira Junior, de 20 anos, no dia 12 deste mês. Ele foi encontrado morto, por volta da 1h30 da madrugada, na esquina das ruas Maranhão e Paraná, no Jardim Pacaembu, zona sul de São Carlos. No corpo havia várias marcas causadas por espancamento.

Logo após o crime a DIG foi a campo e conseguiu identificar dois homens acusados pelo crime. De acordo com testemunhas ouvidas pelo delegado Gilberto de Aquino, Dinael e um outro rapaz estariam tentando furtar um Santana na rua Maranhão, quando foram flagrados por W.A.S., de 26 anos, o dono do carro. Dinael estava dentro do veículo ligado com uma chave no contato, pronto para arrancar.

Ambos entraram em luta corporal e neste instante apareceu o primo do dono do carro, D.H.M., de 19 anos, que também ajudou a agredir Dinael. O outro rapaz que o acompanhava conseguiu fugir.

Os acusados disseram que não tiveram a intenção de matar Dinael e que ele saiu andando, porém a um quarteirão do local foi cercado por outras pessoas que ficaram sabendo da tentativa de furto e passaram a agredi-lo com socos, chutes e empurrões.

O Samu chegou a ser acionado, mas Dinael morreu no local.

B.S. que o acompanhava no dia em que tentaram furtar o veículo disse que o colega tinha um Santana igual e resolveu praticar o furto pelo fato do seu veículo estar com problemas na suspensão e ele queria fazer a troca das peças.

Os dois acusados foram indiciados e os demais envolvidos na agressão estão sendo identificados, porém o delegado Gilberto de Aquino vai aguardar os laudos da perícia para pedir a prisão dos suspeitos. Segundo ele, a tentativa de furto de um veículo não justifica um crime de homicídio. Disse ainda que sequer o dono do carro havia registrado a ocorrência de tentativa de furto.

As investigações sobre a morte de Dinael ainda não foram encerradas.

Acusados pelo assassinato do jovem foram identificados pela DIG.

 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias