Menu
quarta, 03 de março de 2021
Polícia

Dia é condenado a pagar R$ 250 mil para família de pedreiro morto por seguranças

10 Ago 2016 - 10h38
Foto: arquivo - Foto: arquivo -

A rede de supermercados Dia foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) a pagar R$ 250 mil de indenização para a família do pedreiro Ademir Peraro, que morreu após ser espancado por seguranças do estabelecimento. A agressão ocorreu no banheiro da loja localizada em São Carlos em agosto de 2009.

SAIBA MAIS

Seguranças são acusados de espancar homem até a morte

O São Carlos Agora apurou que a condenação imposta pelo TJ é em segunda instância. Via assessoria de imprensa, o Dia informou que "lamenta o ocorrido e repudia qualquer situação de violência em suas dependências. O supermercado informa que a empresa terceira responsável pelos funcionários envolvidos não mais presta serviços para o DIA e que o caso corre em trâmite no judiciário".

O CASO

Peraro, após furtar alguns produtos do supermercado, teria sido flagrado pelos seguranças e foi espancado. Quando conseguiu retornar para sua casa foi socorrido para o hospital, mas não resistiu à hemorragia interna e ao politraumatismo.

À Policia Civil, um dos agressores disse que o pedreiro, que tinha 43 anos, teria furtado um pacote de coxinhas congeladas, queijo e dois tubos de creme para passar no corpo, totalizando R$ 38. Ao sair do estabelecimento foi flagrado e levado pelos seguranças para o banheiro, onde foi espancado a socos e chutes e um cabo de vassoura.

O pedreiro ficou trancado até às 22h e liberado após o fechamento da loja.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias