Menu
terça, 28 de setembro de 2021
Polícia

DHPP divulga foto sobre o envelhecimento do menino Lucas Pereira que desapareceu em São Carlos

25 Mai 2013 - 11h00Por com informações de Pedro Maciel
0 - 0 -

O Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) da capital paulista através da Unidade de Inteligência Policial (UIP) e o Laboratório Forense, após várias analises conseguiram reproduzir uma nova fotografia que apontaria como estaria hoje o menino Lucas Pereira, que desapareceu misteriosamente na manhã do dia 21 de junho de 2008, quando tinha apenas 3 anos e 6 meses.

Nesta semana o pai de Lucas, o engenheiro aposentado da Petrobras Antonio Carlos Ratto, 61, participou do programa Encontro, da Rede Globo de televisão, apresentado pela Jornalista Fátima Bernardes que abordou o tema desaparecimento de pessoas. Muito emocionado, Antonio Carlos, disse que nunca deixa de pensar no filho e tem esperança que irá encontrá-lo. Ele também falou sobre as investigações realizadas em São Carlos e região, bem como no Rio de Janeiro onde o menino vivia e pode ter sido levado quando estaria caminhando na calçada da casa da avó materna, localizada no Jardim Beatriz, região sul de São Carlos. O pai de Lucas Pereira disse que vem pouco a São Carlos e que costumeiramente liga para polícia para saber das investigações.

A reportagem procurou saber das investigações na cidade e descobriu que o caso Lucas Pereira, nunca foi esquecido. Um policial civil informou que todas as denúncias que chegam sobre o menino ao telefones 197 (Polícia Civil) e (16) 3374-1596 da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), são checadas criteriosamente, porém passados quase 5 anos o caso permanece misterioso.

A Unidade de Inteligência Policial (UIP) e o Laboratório Forense, divulgaram uma foto comparativa em que uma aponta Lucas com 3 anos e outras através do processo de evolução em que o menino aparece com 8 anos. 

Quando desapareceu do Jardim Beatriz em São Carlos o menino Lucas Pereira, filho de Antonio Carlos Rato e Marcelene Érika Pereira, 38, que tem olhos e cabelos castanhos, trajava camiseta de manga comprida verde, calça preta e tênis. Além da DIG de São Carlos o setor de desaparecidos do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) da capital paulista também procura informações que possam levar ao menino. 

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias