Menu
sexta, 26 de fevereiro de 2021
Polícia

Denarc apreende carga de cigarros contrabandeados em São Carlos

29 Fev 2016 - 14h07Por Pedro Maciel
0 - 0 -

Policiais Civis do Departamento Estadual de Narcóticos (Denarc) da capital paulista estão investigando integrantes de uma quadrilha que controla o transporte e venda de cigarros contrabandeados do Paraguai no interior do Estado de São Paulo, que sofreu uma grande baixa na tarde da última sexta-feira, 27, com a apreensão do maior carregamento da região realizado em um ponto de São Carlos, cuja carga seria de cerca de 42,5 mil pacotes. A Polícia Civil não sabe se a carga seria escondida e distribuída para cidades de toda região ou se o carregamento somente estaria passando pelo município. O valor dos prejuízos para os quadrilheiros são incalculáveis, porém as investigações prosseguem de forma sigilosa.

MORTES

A Polícia Civil sabe que nesta guerra envolvendo traficantes, proprietários de máquinas caça níqueis, comerciantes de produtos contrabandeados e contrabandistas de cigarros do Paraguai produz muitas mortes.

MAIOR CARGA DE CIGARROS CONTRABANDEADOS

Há dias o Denarc estaria monitorando narcotraficantes e contrabandistas que estariam preparando uma carga de drogas para ser encaminhada para o interior do estado de São Paulo. E nas investigações os policiais civis da 1ª Delegacia de Narcóticos da capital teriam descoberto também que um grande carregamento de cigarros contrabandeados estaria sendo preparado para ser embarcado em carretas com destino a região central do estado e passaria possivelmente pelas estradas das regiões de Presidente Prudente, Ribeirão Preto ou São Carlos, que possivelmente poderia ser o destino da carga.

Em sigilo o Denarc movimentou seus policiais civis da capital para o interior e passou a monitor a manobra de narcotraficante e contrabandistas de cigarros. Na tarde de sexta-feira, por volta das 15h, usando veículos descaracterizados os policiais civis do Denarc, em um ponto da rodovia Washington Luís (SP-310), na região do quilometro 222 encontraram uma carreta Mercedes-Benz branca, de Praia Grande, que estaria ao lado de um Pálio cinza, de Junqueirópolis/SP, que era usado com escolta de uma enorme carga.

Dois motoristas de 35 e 61 anos, foram presos e ao perceberem que os investigadores da equipe do delegado Gilberto Salles Souza Junior, já sabiam da carga não quiseram falar nada e apenas diziam que teriam sido contratados para o transporte. Ao abrir a carreta, amarela, com placas de São Paulo, os policiais do Denarc encontraram uma enorme carga com aproximadamente 850 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai, contendo em cada caixa 50 pacotes, com 10 maços de cigarros cada.

DESCAMINHO

Os dois homens, foram encaminhados para o prédio do Denarc na capital onde foram ouvidos até o final da noite e pela madrugada de sábado, 27, foram autuados em flagrante pelo crime de descaminho (artigo 334) do Código penal Brasileiro (CPB) e ainda pela madrugada foram trazidos para São Carlos, onde foram presos no Centro de Triagem (CT). Já pela manhã de sábado advogados contratados pelos dois motoristas impetraram junto ao Plantão Judiciário instalado no Fórum de São Carlos um mandado de segurança para que seus clientes respondessem pelo crime em liberdade.

A Justiça Criminal entendendo que os dois não atrapalhavam o excelente desenvolvido pelo Denarc expediu o alvará de soltura após o pagamento de uma fiança que foi recolhida aos cofres do Governo do Estado de São Paulo e somente a tarde os dois foram liberados aos seus defensores. O Denarc com policiais civis de São Carlos devem prosseguir nas investigações para tentar identificar toda quadrilha e descobrir que seriam os beneficiados e o ponto final do maior carregamento de cigarros contrabandeados do Paraguai de São Carlos e toda a região. 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias