Menu
segunda, 27 de setembro de 2021
Polícia

Caso Daiane: Polícia Civil está perto de esclarecer morte de estudante

14 Jan 2011 - 13h34
Ferreira Gomes: Toda Polícia Civil está empenhada em esclarecer o caso - Ferreira Gomes: Toda Polícia Civil está empenhada em esclarecer o caso -

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) continua investigando a morte da adolescente Daiane Maria Camargo Teodoro Reis, de 17 anos, que hoje completa uma semana. Ela foi encontrada pela cunhada ao lado da sobrinha de apenas 9 meses, no apartamento do irmão, no CDHU da Vila Isabel.

O delegado Edmundo Ferreira Gomes convocou a imprensa na manhã desta sexta-feira (14) para dar detalhes sobre a investigação. Segundo ele, alguns pontos importantes já foram esclarecidos. A hipótese do autor ter sido o ex-namorado da jovem está praticamente descartada. Ele forneceu material genético para ser comparado com o que foi encontrado na genitália da garota. O resultado ainda não ficou pronto.

A principal linha de investigação, segundo o delegado, é o envolvimento de Daiane com um rapaz que ela conheceu pela internet. O suspeito mantinha contato com a vítima através do MSN e pelo Orkut, inclusive no dia do crime ele teria removido a sua foto do perfil da rede social.

Daiane: brutalmente assasinada no apartamento do irmãoLogo após o crime a Polícia solicitou a quebra de sigilo telefônico da jovem e dos registros da internet. Parte deste material já está nas mãos da especializada e pode ajudar os policiais a esclarecerem o bárbaro crime.

Ainda de acordo com o Ferreira Gomes, no dia 27 de dezembro a garota saiu em companhia de uma amiga para ir até uma sorveteria no bairro Santa Felícia, onde ela morava. Desconfiada, a mãe foi à procura da filha e não a encontrou na sorveteria, o que leva a crer que ela pode ter se encontrado com alguém escondido.

Ferreira Gomes anunciou que está perto de esclarecer o crime e assim que algum suspeito for detido será solicitado o exame de DNA para comparação com o material genético encontrado no corpo da menina.

Segundo ele, tanto os policiais da DIG, quanto do 4º DP do Jardim Ricetti estão empenhados no esclarecimento deste caso que chocou a cidade de São Carlos.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias