Menu
quinta, 29 de outubro de 2020
Polícia

Capitão Samir Gardini deixa o comando e histórico de combate intenso ao crime

18 Dez 2009 - 14h07Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -

Capitão Samir comandou a 1ª cia por 3 anos e meio.Conforme noticiado ontem em primeira mão peloSão Carlos Agorana tarde de ontem, a Capitão Valéria Cássia assumirá na próxima segunda-feira (21) o cargo de comandante da 1º Companhia de Policiamento de São Carlos. O posto foi ocupado durante três anos e meio pelo Capitão Samir Gardini, que recebeu a imprensa na manhã de hoje para falar da mudança.

A passagem de Gardini pelo comando foi coroada de conquistas e vitórias principalmente contra o crime. Durante entrevista, o capitão deixou claro que não foi retirado da cidade, mas que se trata de um ciclo, já que no próximo ano ele estará realizando um curso na capital para a promoção a major. Até lá ele continua trabalhando na sede do 38º Batalhão de Polícia Militar, porém no setor administrativo.

No tempo em que esteve à frente do comando da companhia, Gardini fez questão de agradecer toda sua tropa. “Eu devo muito a minha tropa, os soldados, cabos, sargentos, e tenentes. Eu não posso de forma alguma esquecer esse pessoal”, disse o capitão.

Perguntado a Gardini sobre o que não deu tempo de fazer ao longo desses anos, ele foi claro em dizer que gostaria de proporcionar uma condição melhor de trabalho aos policiais. Uma das expectativas segundo ele era a inauguração da nova sede da 1º Companhia na Vila Helena, que por motivos técnicos acabou sendo adiada.

Sobre as suas maiores conquistas, Gardini disse que sem sombra de dúvidas a maior delas foi manter o nível de criminalidade satisfatório em São Carlos, que segundo ele já era para estar muito mais elevado devido ao porte da cidade. “Ainda não fechamos o ano, mas estamos com 13 homicídios e nos últimos dois anos foram 15, ou seja, metade do índice normal que a ONU considera”, concluiu o oficial.

Para encerrar, emocionado, Gardini agradece mais uma vez a sua tropa e o comandante do batalhão, o Coronel João Donizete Scozaffave. Ele deseja sorte a sua colega de trabalho. “Só posso dizer uma coisa para a Valéria: desejar sorte e rezar por ela, porque competência ela tem”, encerrou o comandante.

HISTÓRICO DA ATUAÇÃO DO CAPITÃO SAMIR ENTRE JUNHO DE 2006 E DEZEMBRO DE 2009


comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias