Menu
terça, 11 de agosto de 2020
Polícia

Cadeirante mata amigo a golpes de facão

17 Jan 2009 - 21h49Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -
Jorge Luiz teve a cabeça praticamente arrancada com os golpes.O pedreiro Jorge Luiz de Oliveira Silva, de 26 anos, foi a morto a golpes de facão na madrugada deste sábado no segundo homicídio do ano ocorrido na vizinha Ibaté. A vítima teve a cabeça praticamente decepada pelos golpes. O cadeirante José Clóvis Santana Souza, de 35 anos é acusado pelo crime e disse que o pedreiro passou a ofendê-lo e estava drogado.

Segundo a Polícia, por volta dos 50 minutos, Jorge Luiz chegou na residência do cadeirante, localizada na rua Taquaritinga, 273, Jardim Cruzado I, onde estaria morando a cerca de 20 dias. Ele aparentava estar drogado e passou a ofender José Clóvis.

Já por volta das 1h30, imaginando que algo de pior pudesse acontecer, José foi com sua cadeira de rodas até um quartinho e apanhou um facão utilizado para cortar canas e o colocou sobre as pernas e voltou para o interior do imóvel.

No interior da casa, o cadeirante alega que Jorge Luiz passou a desferir socos contra a sua pessoa. Para se defender ele apanhou o facão e desferiu um golpe contra o amigo, acertando o lado esquerdo do pescoço. Em seguida José desferiu mais um golpe, que praticamente arrancou a cabeça da vítima. Os primeiros policiais militares que chegaram ao local relataram uma cena de terror. Havia sangue pelo teto, paredes e chão.

Após o crime, José trancou a casa e seguiu para a casa de uma irmã e com marcas de sangue pelo corpo contou o que havia acontecido. A Polícia Militar só foi comunicada sobre o crime por volta das 3h. José retornou para casa e contou a sua versão aos policiais.

O cadeirante recebeu voz de prisão e foi encaminhado até a delegacia daquela cidade, onde foi autuado em flagrante e em seguida levado ao centro de triagem de São Carlos.

O corpo de Jorge Luiz, que tem familiares em Riacho do Jacuípe – BA, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de São Carlos onde passou por necropsia.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias