Menu
sexta, 04 de dezembro de 2020
Polícia

Assaltante morre em confronto com a Polícia Militar

10 Fev 2009 - 01h32Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -
Atualizada às 10h00
Um dos assalantes sangrando no Plantão Policial; ele teve que ser socorrido novamente pelo SAMU.Um bandido morreu e outro foi baleado na noite desta segunda-feira em confronto com policiais militares. Um terceiro marginal também acabou preso. Eles foram surpreendidos no momento em que faziam dois homens e quatro crianças reféns em uma residência no Jardim Botafogo. Nenhum policial ficou ferido na ação. Todas as vítimas foram libertadas sem ferimentos.

O assalto aconteceu por volta das 21h30 na rua Santa Tereza, no Jardim Botafogo. Os três homens bateram na casa e chamaram pelo nome do promotor de eventos AAT, de 34 anos. Os bandidos disseram que queriam comprar convites para uma festa e logo depois anunciaram o assalto. No interior da residência, o pai de família e seus dois filhos de 5 e 8 anos e um sobrinho de 13 anos foram feitos reféns. Sob ameaças de morte e agressões, o promotor foi obrigado a dizer onde estava o dinheiro e possíveis armas de fogo. O trio foi até um guarda-roupas e apanhou R$ 11.500,00 em dinheiro. Neste instante, chegou à residência o amigo da família, RAB, de 23 anos e sua filha, menor de idade, que estava dormindo no carro. Ele apertou a campainha e foi atendido por um dos bandidos, o qual inventou uma história e disse que AAT estava na casa, porém sua mãe havia falecido. O rapaz obrigado a entrar na residência e também foi mantido refém. Ele disse que a sua filha estava no veículo dormindo. Neste momento, o assaltante foi ao veículo buscar a garota. Policiais militares da ROCAM, que tinham a informação que um assalto poderia ocorrer naquele horário e local estavam nas imediações. Os PMs perguntaram ao bandido, quem era ele. O mesmo alegou que era o dono da casa e logo depois entrou e fechou o portão.

Troca de tiros

Percebendo que se tratava de um assalto, os primeiros policiais a chegarem ao local solicitaram apoio a outras viaturas. Um grande cerco foi realizado na residência e em seguida os marginais subiram no telhado e passaram a atirar nos policiais, dando início a uma intensa troca de tiros. Durante o confronto, Leandro Souza Oliveira, de 24 anos, morador no bairro São Miguel Paulista, na capital, foi atingido pelos disparos e o seu comparsa Cristiano Carvalho da Silva, de 18 anos também levou um tiro na perna. O terceiro envolvido, identificado como sendo Israel Alves Babugem, de 19 anos, iniciou uma breve negociação com os policiais e acabou se entregando. Os reféns foram libertados na seqüência.

Rapidamente os PMs, acionaram o Resgate do Corpo de Bombeiros e o Samu, que socorreram os dois marginais até a Santa Casa da cidade. Leandro não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

“Graças ao bom Deus a Polícia chegou, disse vítima”

O promotor de eventos AAT, deu uma rápida entrevista à nossa reportagem e muito abalado disse que “Graças ao bom Deus a Polícia chegou”. “O trabalho foi perfeito. Foi uma benção de Deus”, completou o rapaz, que viveu os piores momentos de sua vida.

A ocorrência ainda está sendo apresentada no Plantão Policial, onde foi constatado que Leandro e Israel são fugitivos da Penitenciária de Hortolândia e o primeiro já possui duas passagens por roubo. Cristiano, que mora no bairro Antenor Garcia não possui nenhuma passagem. Já na delegacia, ele teve que ser socorrido novamente pelo SAMU, devido ao tiro que levou. Todos serão autuados por roubo com retenção de vítimas, resistência e posse ilegal de armas.


comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias