Menu
quarta, 30 de setembro de 2020
Polícia

Aposentado que foi espancado pelo enteado morre depois de receber alta médica

Acusado pelo crime foi preso após se entregar aos policiais do 1º DP.

03 Set 2014 - 17h09
João Miranda morreu depois de receber alta médica. (foto Milton Rogério). - João Miranda morreu depois de receber alta médica. (foto Milton Rogério). -

Morreu no final da tarde desta quarta-feira (3), o aposentado João Miranda, de 56 anos, que no dia 22 de agosto foi brutalmente espancado pelo enteado.

O crime ocorreu na casa onde a vítima morava, na rua Luis Luchesi Filho, no São Carlos VIII.

No dia do ocorrido, enfermeiros do SAMU foram alertados que um homem estaria caído e sangrando muito no interior da residência e lá encontraram o aposentado caído ao lado de um tanque para lavar roupas em meio a uma poça de sangue. Miranda tinha um ferimento grave na face provocado por um pedaço de caibro. Sem condições de falar ele foi e encaminhado à Santa Casa de Misericórdia, onde foi medicado e permaneceu internado. Passado alguns dias, ele recebeu alta médica, mas acabou não resistindo.

Na época o delegado registrou o caso como “latrocínio” tentado em decorrência do enteado ter aplicado golpes com porrete no padrasto para roubar o televisor da casa que lhe renderia dinheiro para comprar drogas.

O enteado acabou se entregando aos policiais do 1º Distrito Policial alguns dias após o crime. Em entrevista ao SCA ele disse que agrediu o padrasto e após golpeá-lo roubou o televisor. Ele levou os investigadores para um bar da região leste de São Carlos, onde o aparelho da marca SONY foi apreendido. O comerciante negou ter comprado o televisor que ficou em seu bar.

Segundo ele, o aparelho foi adquirido por um tal de Alemão por R$ 200,00, cujo dinheiro foi usado pelo enteado para comprar droga e comida..

Miller da Silva, 28, continua preso temporariamente no Centro de Triagem. O corpo do aposentado será encaminhado ao IML de São Carlos.

Áudio: Acusado diz que está jurado de morte no São Carlos VIII por espancar e roubar o padrasto. Entrevista Pedro Maciel

Aúdio: Delegado Maurício Dotta informou que o serralheiro confessou o crime e deu detalhes sobre a venda da TV roubada do padrasto. Entrevista Pedro Maciel

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias