Menu
sábado, 06 de março de 2021
Violência doméstica

Ajudante de pedreiro dá soco no próprio rosto durante desentendimento com amásia

Acusado teria se apossado do veículo da vítima sem autorização; PM foi solicitada e ele acusou mulher de sumir com R$ 2,7 mil

28 Jan 2021 - 08h40Por Redação
Violência doméstica foi mais um caso registrado no plantão policial - Crédito: Arquivo/São Carlos AgoraViolência doméstica foi mais um caso registrado no plantão policial - Crédito: Arquivo/São Carlos Agora

Um caso de violência doméstica foi atendido por policiais militares por volta das 17h desta quarta-feira, 27, na rua Presidente Vargas, na Vila Laura.

A dona de casa M.A.S.R., 31 anos, solicitou o auxílio da PM alegando que seu amásio, F.C.A., 38 anos, ajudante de pedreiro, teria pego seu Celta vermelho, sem autorização. Que teria, inclusive, medida protetiva contra o acusado que estaria em um bar “bebemorando”...

Diante de tal acusação, acompanhados da mulher, os PMs foram até o estabelecimento e localizaram o ajudante de pedreiro que perdeu a compostura e se tornou agressivo.

O curioso é que passou a dar socos contra o próprio rosto e não satisfeito, raspou o rosto no chão. Após ser controlado, o carro foi devolvido à vítima que prestou queixa na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Por fim, o ajudante de pedreiro acusou a amásia de furto, salientando que no Celta teria R$ 2,7 mil que seria de sua propriedade.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias