Menu
quarta, 27 de outubro de 2021
Dívida é o motivo do assassinato

Acusados de matar homem na Vila Morumbi são presos pela PM

28 Ago 2019 - 07h38Por Redação

Três homens foram baleados e um deles morreu durante homicídio em uma emboscada contra o caminhoneiro Valdir Faitanini, 63 anos, ocorrida por volta das 19h15 de terça-feira, 27, em um barracão, localizado na rua Icaraí, na Vila Morumbi, região próxima ao CDHU na Vila Isabel. Em menos de 30 dias, quatro homens foram executados por envolvimento com o narcotráfico e venda de veículos.

Testemunhas foram ouvidas e falaram vários motivos sobre a emboscada e a partir destas informações, o sargento PM Stroze, após receber de um dos filhos o celular de Valdir, passou a monitorar os assassinos e mandantes de uma dívida de venda de carros, que envolvia o empresário Paulo Sérgio Vieira Maia Jr, 22, que foi preso também na noite de terça-feira, no Jardim Pacaembu.

O delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Gilberto de Aquino, informou que ainda seria prematuro falar sobre a motivação do crime, porém não descartou uma vingança ou emboscada encomendada para executar Valdir Faitanini, o qual seria o alvo de uma pistola calibre 380, utilizada pelo assassino identificado como sendo Bruno Barbano Colin, cunhado de Vieira, o qual confessou que teria sido contratado para executar o caminhoneiro. Em troca receberia uma motocicleta da garagem de veículos de Vieira

Ainda,  segundo Bruno, teria recebido para empreitada perigosa, o Gol cinza, com placas de São Carlos e uma pistola Taurus, calibre 380, comprada por R$ 3 mil por Paulo Sérgio, o qual também teria contratado para o cavalo (piloto do Gol), o desempregado Erik Fernando Barbosa, 24.

Com tudo programado, segundo os levantamentos policiais, Paulo Sérgio, ligou por volta das 18h30 a Valdir, pedindo para que ele não saísse do barracão, pois estaria indo para local, pagar uma boa parte da dívida que teria com o mesmo,  em decorrência de venda de veículos para revenda.

Valdir, por sua vez, para esperar o pagador, reuniu-se com os amigos Ademir Aparecido Blanco, 65, e Antônio Jesus Zanete, 62, e começaram a jogar truco no interior do lado de um caminhão, quando inesperadamente um veículo, ainda não identificado, preto, ocupado por dois homens em alta velocidade entrou na rua Icaraí e parou defronte ao barracão que estaria com o portão grande levantado. O marginal armou-se com sua pistola e de cara limpa, teria invadido o local e sem nada dizer passou a fuzilar os três amigos.

Um deles se jogou no chão, após ter recebido um tiro no braço esquerdo e teria se fingido de morto e após a fuga dos marginais, mesmo ferido correu para sua casa, onde foi socorrido por familiares para Santa Casa.

Já Ademir Aparecido Blanco, 65, tentou, mas não conseguiu escapar e recebeu mesmo assim um tiro que atingiu as nádegas do lado direito e caiu ao lado do caminhoneiro Valdir Faitanini, 63, o qual recebeu 4 disparos de pistola calibre 380, no tórax e um quinto tiro atingiu um tiro no braço direito e caiu mortalmente.

Valdir e Ademir, foram socorridos pelo Samu e ao chegar na Santa Casa o caminhoneiro Valdir Faitanini, 63, veio a óbito. Com os três amigos presos a equipe do sargento Stroze, encaminhou todos ao plantão da Polícia Civil, por volta das 2h desta quarta-feira, 28, quando confessaram a participação no crime de homicídio duplamente qualificado,  por motivo torpe com pagamento de promessa. Os envolvidos foram recolhidos ao Centro de Triagem.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias