Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Polícia

Acusado de agredir professor Romeu Bertho pede exoneração do cargo

27 Jul 2021 - 11h57Por Redação São Carlos Agora
Professor Romeu Bertho, 84 anos, foi vítima de um chute no rosto - Crédito: DivulgaçãoProfessor Romeu Bertho, 84 anos, foi vítima de um chute no rosto - Crédito: Divulgação

A Fundação Pró-Memória informa que José Renato de Oliveira Andrade Júnior, então diretor do Departamento de Gestão Administrativa, entregou o pedido de exoneração do cargo, o que foi aceito pelo prefeito Airton Garcia. A portaria de exoneração, a pedido, será publicada no Diário Oficial do Município com data retroativa. Ele é acusado de agredir o professor Romeu Bertho com um chute no rosto durante uma briga de trânsito.

Protesto

Apesar da indignação e da revolta, professores e atletas de várias artes marciais de São Carlos estiveram em frente a Prefeitura Municipal por volta das 9h desta segunda-feira, 26, exigindo a exoneração de José Renato de Oliveira Andrade Júnior 22 anos, acusado de agredir com um chute no rosto, o mestre Romeu Bertho, de 84 anos. Por décadas a vítima foi professor e técnico de Jiu-Jitsu em São Carlos e proprietário de uma academia que leva seu nome.

A agressão teria ocorrido por volta das 12h de quinta-feira, 22, na Avenida Henrique Gregori, na Vila Carmem, após uma discussão de trânsito. O acusado teria se dirigido ao mestre e desferido o chute.

Após o ato violento, professores e atletas decidiram protestar pacificamente e se dirigiram até a Prefeitura Municipal.

Facebook

José Renato Junior usou as redes sociais para se pronunciar sobre o caso. Confira a postagem na integra:

Eu, José Renato Junior, venho por meio desta nota, admitir minha participação em uma “briga de trânsito”, na última quinta-feira, onde também estava presente o Sr. Romeu Bertho. Infelizmente, com o calor dos fatos, houve ofensas e agressões, e aqui assumo publicamente o meu pesar pelo ocorrido. Tenho procurado o Sr. Romeu Bertho e sua família para me retratar pessoalmente, mas ainda não consegui êxito. Também informo que solicitei ao prefeito Airton Garcia e também, a diretora-presidente da Fundação Pró-Memória, Maria Isabel Lima, a minha exoneração do cargo de diretor do Departamento de Gestão Administrativa, da FPM. Novamente, reitero minha consternação pelo lamentável ocorrido e externo minha admiração pelo legado do mestre Romeu Bertho e meu respeito pelos idosos e demais praticantes e disseminadores das artes marciais.
“A pessoa que comete erros e não consegue assumi-los e mudar de atitude, faz de sua vida um campo de batalha.”

 

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias