Menu
quarta, 26 de fevereiro de 2020
Pets em perigo

Diretor de Defesa Animal de São Carlos alerta para os perigos da sexta-feira 13

12 Dez 2019 - 13h10Por Marcos Escrivani
Diretor de Defesa Animal de São Carlos alerta para os perigos da sexta-feira 13 - Crédito: Marcos Escrivani Crédito: Marcos Escrivani

Mais uma sexta-feira 13 está chegando! Data de superstições para algumas pessoas e de perigo real para muitos animais. No Brasil, nos meses em que o dia 13 cai no último dia útil da semana, quem acaba sofrendo mesmo são os bichos, especialmente os cães e gatos pretos, abandonados ou aqueles que estão disponíveis para a adoção. Mas se engana quem pensa que a falta de sorte dos pets é provocada por bruxas, monstros ou fantasmas.

Em dezembro, mês festivo onde predomina a Magia de Natal, esta semana promete ser tensa para animais de estimação com pelagem preta. O alerta foi dado ao São Carlos Agora pelo diretor do Departamento de Defesa Animal de São Carlos, o biólogo Fernando Magnani, há dois anos no cargo. Há aproximadamente 30 anos em São Carlos, por 27 foi diretor do Parque Ecológico.

SEM ADOÇÃO

Em uma entrevista exclusiva ao portal, Magnani revelou ainda que é o responsável pelo Canil Municipal e que nesta semana do mês de dezembro a entidade não irá permitir adoções. Hoje há 130 cães e 180 gatos (todos castrados e chipados) que podem ser adotados por famílias que passam por uma triagem, através de entrevistas e cuidados redobrados.

Devido a cultura brasileira que, segundo ele, é supersticiosa, muitas vezes animais de estimação pagam caro. Principalmente gatos com pelagem preta que muitas vezes sofrem atos de crueldade.

“Por este motivo adotamos duas políticas à frente do Departamento de Defesa Animal. A primeira é a tentativa de desconstruir esta lenda urbana com campanhas informativas. Não importa a cor do animal. É só o pelo. Ele é o mesmo por dentro. Temos que educar e conscientizar as pessoas”, ponderou.

A segunda política é que em meses que o dia 13 cai em uma sexta-feira, a restrição é pesada no departamento. “Não permitimos a adoção no intuito de resguardar a integridade do animal quanto a um possível ato desumano, de crueldade. Não me refiro a cultos de magia. Às vezes é por sadismo de algumas pessoas”, alertou Magnani.

AVES E BATRÁQUIOS TAMBÉM

Durante a entrevista Magnani estendeu os alvos da insanidade humana, afirmando que neste período até mesmo aves e batráquios sofrem atos de crueldade.

“Corujas, urubus e até sapos. Tem pessoas que afirmam que se em uma sexta-feira, dia 13, se uma coruja piar no telhado é sinônimo de azar. Gente, isso é hábito da ave. Temos que acabar com isso. Que essa lenda fique só com as estórias que nossas avós nos contavam. Não podemos levar isso a sério. Se acreditarmos nesses contos, temos que crer então no boitatá, no Saci Pererê. Isso faz parte do folclore brasileiro. São apenas estórias.

CUIDADOS

De retorno a realidade, Magnani procurou alertar pessoas que possuam em suas residências animais com pelagem preta. “Recomendo cuidado nesses dias. Que mantenham seus gatos e cães dentro de casa. Afinal, infelizmente, a gente não sabe o que passa na cabeça das pessoas que promovem crueldade. Animais que ficam nas ruas, tem probabilidade muito grande de sofrer maus tratos. Devemos cuidar dos nossos animais de estimação com muita responsabilidade. Devemos proporcionar segurança a todos eles”, finalizou o diretor do Departamento de Defesa Animal.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias