Menu
sexta, 22 de novembro de 2019
Novos lares, novas vidas

Após superar marca de 100 adoções, grupo realiza o 1º Encontro dos Adotados

08 Nov 2019 - 07h45Por Marcos Escrivani
Após superar marca de 100 adoções, grupo realiza o 1º Encontro dos Adotados - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Desta vez, não é uma feira de adoção. E sim, um evento que irá reunir famílias que adotaram animais vítimas de maus tratos e/ou abandonados em São Carlos. A iniciativa foi do Grupo Proanimal, que superou a marca de 100 adoções.

“Estes animais ganharam uma nova vida, um novo lar após serem resgatados, cuidados e posteriormente adotados”, disse Yngrid Veltroni, uma das voluntárias. Para marcar a data, foi marcado o 1º Encontro dos Adotados, que será neste sábado, 9, das 14h às 19h, no Casale Pet, na Avenida Trabalhador São-carlense, próximo ao Terminal Rodoviário.

A confraternização promete emocionar, pois será uma oportunidade de interação entre as famílias e a oportunidade de contar histórias de vida entre eles.

Durante o encontro haverá ainda os foodtrucks Xtreme Burguer e Cockpit 16 de chopp artesanal. Para animar o evento estará presenta também a banda Distantes Finais tocando o melhor do rock.

Segundo Yngrid haverá ainda um flash day de tattoo e piercing com os Studios Casa Tereza e OffRoute. “Os interessados em fazer tatuagem poderão levar uma foto do pet e criar um desenho para tatuar. O que for arrecadado no evento será revertido para o tratamento de animais sob posse do grupo Proanimal, compra de ração, vacinas e castrações. Contamos com a presença de todos para promover esse encontro de adotados. Mesmo que não tenham adotado com o Proanimal, leve o seu animalzinho adotado. A adoção salva vidas”, disse a voluntária.

MISSÃO CUMPRIDA

Indagada pela reportagem do São Carlos Agora quanto a sensação de poder dar novas vidas para mais de 100 animais que foram excluídos pela sociedade, Yngrid se emocionou.

“É um sentimento muito difícil de explicar. Pois nós os retiramos das ruas e depois quando conseguem um lar com amor e carinho, ficamos extremamente felizes. É uma gratidão imensurável. E é um trabalho difícil também o de entrevistar os adotantes. Às vezes temos que negar a adoção. E não é fácil dizer não, mas sempre fazemos tudo pensando no melhor deles”, disse.

FILHOS EM QUATRO PATAS

O casal Patrícia Rodella (farmacêutica, 46 anos) e Luiz Takase (professor universitário, 43 anos), moram no Residencial Samambaia e têm três filhos “em quatro patas”: Teka, uma boxer de 8 anos, e dois adotados: Mila, 6 anos, que foi pega na rua e Buma, dois meses, que veio do Proanimal. “Estamos neste encontro”, antecipou Patrícia.

Segundo ela, o motivo de três cães (dois adotados), é simples: “eu amo animais. Sou vegetariana até. E o que posso fazer pelos animais, eu faço. Principalmente por aqueles excluídos pela sociedade” disse.

Patrícia afirmou que os dois cães adotados proporcionam um amor diferente. “É de gratidão. É um carinho absurdo, um amor incondicional. Principalmente da Mila, que tirei das ruas com apenas três meses. São nossos filhos peludinhos, de quatro patas. São anjos inocentes que querem apenas carinho”, garantiu.

A farmacêutica fez questão de dizer ainda que ela e o marido realizam doações de alimentos para animais com regularidade. “O que estiver ao nosso alcance, nós fazemos”, assegurou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias