Menu
sexta, 21 de fevereiro de 2020
No litoral paulista

Padrasto é suspeito de matar bebê de 1 ano e três meses

07 Jan 2020 - 08h39Por Redação
Padrasto é suspeito de matar bebê de 1 ano e três meses - Crédito: Divulgação/Facebook Crédito: Divulgação/Facebook

Um bárbaro crime está sendo investigado pela Polícia Civil, quando um bebê de 1 ano e 3 meses, nascido em Bauru, foi morto em Praia Grande, litoral paulista. O principal suspeito ocorrido na madrugada de segunda-feira, 6, é o padrasto Ronaldo Silvestrini Júnior, gráfico, 22 anos.

Preso, foi acusado de homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, emprego de meio cruel/tortura e por tratar-se de uma criança, sem chance de defesa. A mãe Giulia de Andrade Cândido, 21 anos, também foi detida acusada de falso testemunho.

O pequeno Anthony Daniel de Andrade Moraes chegou morto a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Samambaia, apresentando rigidez cadavérica, além múltiplas fraturas pelo corpo, hematomas e marcas de mordidas no rosto que a médica da unidade relatou serem humanas.

A família da pequena vítima residia em Bauru e mudou-se há aproximadamente 5 meses para Praia Grande. Consternados com a morte, parentes da vítima iniciaram uma campanha no Facebook para arrecadar dinheiro e trazer o corpo para a cidade natal.

O prefeito Clodoaldo Gazzetta ofereceu um jazigo para o enterro. O traslado do corpo deve ocorrer na manhã desta terça-feira, 7, e o corpo será velado no Terra Branca do Centro, sala 3, a partir das 13h30. O sepultamento está marcado para às 16h, no Cemitério do Jardim Redentor. (com JC Net)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias