Menu
quinta, 28 de outubro de 2021
Futsal

Veloso sonha com seleção brasileira e quer ser campeão por São Carlos

27 Mai 2019 - 08h30Por Marcos Escrivani
Veloso sonha com seleção brasileira e quer ser campeão por São Carlos - Crédito: Maicon Reis Crédito: Maicon Reis

O sobrenome é de peso, mas é fã de outro goleiro. Dedica-se há 17 anos ao futsal e aos 30 anos, alimenta o sonho de ser convocado para a seleção brasileira. Mas antes, que aumentar sua galeria de títulos e de preferência, vestindo a camisa do São Carlos em torneios estaduais e nacionais.

Este é Demóstenes Vinícius Veloso de Souza. Ou apenas Veloso, goleiro do São Carlos. Palmeirense, é natural de Lorena, casado com Mariane e pai da pequena são-carlense Maria Eduarda, de apenas 2 meses. “Foi opção da minha esposa em registrar ela na cidade. Ela desejou que nossa filha nascesse aqui, onde trabalho. Assim estaria perto do pai”, explicou Veloso que foi mais além: “Posso até fixar em residência em São Carlos, pois penso no futuro de Maria Eduarda. A cidade proporciona entretenimento e tem universidades e boas escolas. Além de estar no centro do Estado de São Paulo”, disse, alimentando a ideia de fincar raízes em solo são-carlense.

17 ANOS

Veloso está há três anos na atual equipe, a sexta em sua carreira. Mas há 17 temporadas no futsal. Neste período acumulou um título paulista, dois metropolitanos, sete Jogos Regionais, três Abertos do Interior, um Abertos Brasileiros (Jabs), uma Copa Paulista e uma Taça Cidade de São Paulo.

Quando tinha 13 anos e residia em Lorena, era a sombra do pai (Marcos), que era goleiro e disputa campeonatos amadores representando o Meninos da Vila. “Ia para os jogos, ajuda com o uniforme. Até joguei futebol e alimentava a vontade de ser goleiro, mas vi no futsal a minha paixão. Naquela época jogava muitos com os pés”, lembrou, salientando que o avô (Souza), também era goleiro.

Quando optou de fato pela posição, adotou o sobrenome Veloso como uma homenagem à época ao goleiro do Palmeiras. “A família inteira era palmeirense. Assim como eu. Mas na verdade sou fã mesmo é do São Marcos”, confidenciou.

AOS 30 ANOS, PROJETOS

Maduro e no auge de carreira, Veloso alimenta um sonho. “Minha ambição é ter uma chance na seleção brasileira. Trabalho isso e quero chegar mais longe”, admitiu.

Entretanto o experiente goleiro sabe que para ser visto com bons olhos pela comissão técnica da seleção brasileira tem que estar em um time que lhe proporcione estar em evidência.

Portanto afirmou que paralelamente quer trabalhar para aumentar a galeria de títulos com a camisa do São Carlos. “Estamos na Copa Paulista e vamos em busca do título. Bem como na Liga Paulista, no segundo semestre. Na Liga Nacional, é trabalhar para ir o mais longe possível, pois tem outros times que investem alto. Mas está claro que os adversários não são bichos de sete cabeças”, ponderou. “Acredito que podemos realizar grandes campanhas em 2019”.

CIDADE QUENTE

A temperatura baixou e é época de tempo com tempo frio. Mas se depender da torcida, são 12 meses de cidade quente. Assim definiu Veloso sobre o carinho dos são-carlenses para com o novo clube. “Estou surpreso”, garantiu. “Não pensava em uma recepção assim. Desde o primeiro jogo, fomos recebidos com carinho, ginásio cheio, fotos com crianças, torcida gritando nosso nome. Não esperava, sinceramente, tão rápido. Mas isso faz com que aumente nossa responsabilidade, pois a torcida espera títulos e vamos retribuir. Pode ter certeza”, disse.

MARTELO NA CABEÇA

Poucos meses em São Carlos. Mas nem tudo é alegria. Veloso já passou um período que sentiu marteladas na cabeça. Especificamente na derrota para 9 a 3 para Sorocaba, pela Liga Nacional. Em 2018 passou pela mesma fatalidade, também na Liga, quando sofreu derrota semelhante.

“Foi um jogo atípico, onde não falhamos. Mas eu fico sem rumo. Nunca espero levar tantos gols. A gente mentaliza para fazer sempre grandes partidas, mas isso foge ao nosso controle. Dá vontade de enfiar a cabeça embaixo da terra. Parece marteladas. Particularmente não vejo a hora de chegar nesses momentos e ficar com minha família”, finalizou.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias