Menu
quarta, 18 de setembro de 2019
Série A3

Velo Clube já está nas quartas de final e Noroeste alcança marca histórica

11 Mar 2019 - 08h22Por Redação
Velo Clube já está nas quartas de final e Noroeste alcança marca histórica - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

A Série A3 vai chegando ao final da sua primeira fase e faltando 4 rodadas para o final da 1ª fase, já temos o Velo Clube, como primeiro classificado para as quartas de final. A 11ª rodada teve início no fim da tarde de sexta-feira, 8, em Osasco, onde o Taboão da Serra vem mandando seus jogos. O CATS, recebeu o Barretos que saiu na frente logo aos 8 minutos com Anderson Magrão, após jogada de André Luís. Oito minutos mais tarde, o mesmo André Luís, roubou a bola da defesa, e de fora da área, marcou um golaço. O BEC teve algumas oportunidades para matar o jogo, mas parou no goleiro Aranha. Ainda no primeiro tempo, Rhuan fez grande jogada pela esquerda e cruzou para a entrada da área. O veterano Acosta pegou de primeira e diminuiu o prejuízo do CATS. No segundo tempo, o Taboão da Serra voltou melhor e decidido a buscar o empate. Isso aconteceu aos 15 minutos, após jogada pela direita que terminou numa testada a queima roupa de Diego Souza que deixou o placar empatado em 2x2. No finalzinho do jogo, Samuel foi expulso, deixando o CATS com 10, mas mesmo assim o placar permaneceu o mesmo.

Ainda em Osasco, porem no sábado, o Audax recebeu o Noroeste. Os visitantes neutralizaram uma pressão inicial do time da casa e logo passaram a dominar o jogo. Após jogada de velocidade pela direita, Pedro foi derrubado dentro da área. Pênalti que Richarlysson cobrou e fez seu primeiro gol com a camisa do Noroeste. O Audax voltou a pressionar em busca do empate, mas o Noroeste fazia uma bela partida defensivamente. Porem no último minuto dos acréscimos dados pelo arbitro, em cruzamento vindo da direita, Danrley cabeceou encobrindo o goleiro Cairo e empatando a partida. No segundo tempo, o panorama foi o mesmo. O Audax pressionou, o Noroeste segurou e buscou equilíbrio no decorrer do jogo. Mas o resultado ficou mesmo no 1x1. Com esse placar, o Noroeste permanece invicto neste campeonato e alcança o recorde de 13 jogos sem derrota, maior marca do clube na era profissional.

Ali pertinho, em São Bernardo do Campo, um outro marco histórico.  Após 18 anos, o EC São Bernardo volta a fazer dois jogos consecutivos como mandante no Estádio Primeiro de Maio, famoso palco das greves da região nos anos 80. Já dentro de campo, o Cachorrão nada pode comemorar. A não ser segurar o líder Velo Clube por 44 minutos. Em alguns momentos até o EC São Bernardo se postou melhor perante o adversário, mas após uma tabela com Chuck, Léo Santos invadiu a área, deixou dois zagueiros pra trás e abriu o marcador. O segundo tempo começou com o cachorrão tendo boas oportunidades, mas parando no goleiro Filipe. Aos 22 minutos, Anderson Brito apareceu livre na área para fazer 2x0. Quatro minutos depois, o zagueiro do EC São Bernardo matou mal a bola que subiu e se ofereceu para Leo Santos marcar de voleio. Ainda deu tempo para Vinicius Santos, livre marcar de cabeça o 4º gol do Velo, definindo o jogo em 4x0 para os visitantes. Com essa vitória, o time de Rio Claro selou a sua classificação para as Quartas de Final e se dará ao luxo de fazer 4 amistosos preparatórios para a próxima fase.

Já em São Carlos, o mais do mesmo. O time recebeu o Batatais num confronto que poderia trazer o time da casa para uma briga mais igual contra o rebaixamento. O São Carlos começou bem, tendo 3 escanteios em 3 minutos. Parecia que o time engrenaria, mas não foi isso que se viu. Logo aos 13 minutos, Diego Santos em cobrança de falta chutou forte, no meio da barreira que abriu e fez o primeiro do Fantasma. Vinte minutos depois, Michel passou como quis entre dois zagueiros do São Carlos, e bateu na saída do goleiro Otavio para ampliar o marcador. Diria o meu amigo Benê, que os gols só saíram após a chegada do “Coceirinha”, que seca até folha de zinco, mas deve ser intriga da oposição. Ainda no primeiro tempo, o experiente zagueiro Fabio Bilica salvou um gol certo do atacante Elton, que também desperdiçou grande oportunidade no início da segunda etapa. Matheus de Paula, da entrada da área fez 3x0 para o Batatais contra o apático time do São Carlos. No finalzinho do jogo, Elton descontou mas já era tarde. São Carlos 1x3 Batatais. Após o jogo, o técnico Carlinhos Alves deu a entender que alguns jogadores estariam fazendo corpo mole. Os comentários eram que alguns jogadores que foram trazidos e são pagos pelo péssimo ex-treinador Omar Cury, receberam a instrução através de um jogador que foi afastado do elenco para “tirar o pé”, mostrando que a falta de caráter anda lado a lado com a incompetência na gestão do clube.

E por falar nestes adjetivos, o Comercial do técnico Edson Vieira recebeu o Desportivo Brasil no Estádio Palma Travassos. O Comercial começou o jogo a mil, colocando uma bola na trave antes dos 15 minutos de jogo. A pressão se transformou em gol aos 28 minutos quando Edson Pio acertou o travessão do goleiro, mas no rebote Caio Vieira colocou para dentro. O Comercial era superior no jogo, mas sua defesa comprometeu tudo ao dar bobeira e cometer um pênalti. Lucas Douglas, artilheiro da competição fez mais um pra sua conta e empatou o jogo. No segundo tempo, o jogo caiu muito de produção. Parecia que as duas equipes tinham mais medo de perder do que coragem para tentar vencer. O resultado não poderia ser alterado. Final 1x1

Em São José do Rio Preto, Aleluia!!! O Rio Preto voltou a vencer e de quebra conseguiu uma vaguinha provisória no G8. O jogo começou com pressão do Jacaré contra a retranca armada pelo Primavera e permaneceu assim até o final da primeira etapa. No segundo tempo, o Rio Preto voltou com uma vontade que a muito tempo não tinha. Estranhamente esta vontade só apareceu após a saída do técnico Catanoce, mas voltando a falar do jogo, a pressão do Rio Preto surtiu efeito quando Gabriel Barcos recebeu na pequena área e tocou rasteiro para abrir o marcador. O Jacaré chegou a fazer o segundo com Jonathas Obina, mas foi invalidado pela arbitragem. O placar fico mesmo no 1x0 para o Rio Preto.

Em Capivari, na Arena Capivari, o Capivariano recebeu o Grêmio Osasco. O Leão começou pressionando, mas a defesa do GEO exercia forte marcação, anulando todas as jogadas. Uma das poucas falhas da defesa do Grêmio Osasco foi fatal. Na cobrança de escanteio, Bruno Sabiá subiu sozinho para fazer 1x0 Capivariano. No segundo tempo, os times pareciam ter voltado com uma carga de nervosismo maior. Não faltaram jogadas ríspidas, xingamentos, empurra-empurra e lógico, expulsões: Cuadrado pelo Capivariano e Lucas Felipe pelo Grêmio Osasco. No final do jogo, aos 47 minutos do segundo tempo, em jogada de contra-ataque, Lineker fez 2x0 e deu números finais a partida.

A rodada só terminou ontem em Olímpia, onde o Olímpia venceu o Monte Azul, deixou a lanterna nas mãos do São Carlos e ainda respira na briga contra a degola. O time da casa começou o jogo aguerrido, demonstrando luta para sair da situação incômoda que se encontra. No primeiro lance, perdeu grande chance após falha da defesa do Monte Azul. Na segunda oportunidade, a bola foi tocada na trave, porem dessa vez sobrou para Thauan que não desperdiçou. Daisson, ainda fez mais um, porem a arbitragem anulou. Antes de terminar o primeiro tempo, Thauan, quase fez outro. No segundo tempo, o Monte Azul acordou e a partida ganhou em emoção. O goleiro Jeferson que havia sido um expectador de luxo no primeiro tempo, fez grande defesa após cobrança de falta de Jones. As equipes ainda perderam alguma oportunidades, mas o Olimpia foi mais feliz e conseguiu manter o resultado até o final.

Após a 11ª rodada estar completa, a classificação está assim: 1º) Velo Clube 24 pts; 2º) Desportivo Brasil e Noroeste 21 pts; 4º) Capivariano 19; 5º) Comercial 18 pts e 6º) Monte Azul 15 pts. Rio Preto e Primavera fecham o G8 com 14 pontos. Na luta contra o rebaixamento, Olimpia com 7 pontos e São Carlos com 5 seguem na zona de desespero.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias