Menu
quarta, 21 de abril de 2021
Esportes

Série A3: A noite em que a zebra saiu para passear

08 Fev 2018 - 07h57Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

Pela sétima rodada do Campeonato Paulista da Série A3, aconteceu alguns resultados de cair o queixo, mas a rodada começou sem surpresas. Em Taboão da Serra, o CATS afundou ainda mais o lanterna Mogi Mirim, após uma sequência de quatro jogos sem vitória. O Taboão da Serra dominou o jogo e não deu muitas chances para o Mogi Mirim, que chegou a equilibrar as ações em certos momentos, mas sem assustar. O gol do time mandante saiu apenas aos 37 minutos, marcado por Diego Souza. O Sapão tentou buscar o empate, porém, o jogo ficou nisso e não conseguiu evitar a derrota na Grande São Paulo.

Em Santa Barbara D'Oeste, o União Barbarense recebeu o São Bernardo e voltou para o Z-6 após perder por 2 a 0. Os gols do jogo foram marcados Alan Lopes logo no primeiro lance do jogo e Bruno Gaúcho num belo lance em que tocou por cobertura do goleiro Tobias.

Em Osasco, o Grêmio Osasco venceu o Manthiqueira por 1x0 e encostou no G-8. O gol foi marcado mais uma vez pelo prata da casa Danrley, que subiu mais alto que a zaga após cruzamento da esquerda e testou forte para o gol. Danrley chegou ao 6º gol e assumiu a artilharia isolada do campeonato, antes dividida com Robinho do Mogi Mirim. O time de Guaratinguetá continua sem reação. Para ajudar a bagunçar tudo, a técnica Nilmara Alves deixou o time momentos antes do jogo. Com essa nova derrota, o Manthiqueira só não está em situação pior do que a do Mogi Mirim.

Na estreia do técnico Luiz Muller, o São Carlos venceu a duras penas o Rio Branco de Americana. No primeiro lance do jogo, Carlão cabeceou forte para uma defesa espetacular do goleiro Neto. Minutos depois, num contra ataque pelo lado esquerdo do campo, Duduzinho foi lançado e tocou na saída do goleiro Wagner. O time da casa não se encontrava em campo. O mais voluntarioso no primeiro tempo era Danilo, mas parece estar longe da forma física ideal e em alguns momentos apanhou da bola. Porém no final do 1º tempo, foi premiado. Recebeu bola na entrada da área e chutou forte, rasteiro no canto esquerdo de Neto para empatar. Na comemoração, o jogador deu um pique tão grande até o banco, que surpreendeu a todos pela velocidade que estava escondendo. No segundo tempo, após a entrada de Arthur no lugar de Renatinho, o time melhorou no meio campo. Aos onze minutos, Danilo, o personagem do jogo, recebeu pela direita e acionou Marcus Vinícius. O goleiro Neto defendeu o primeiro chute, mas no rebote, Gustavo Henrique com o gol vazio fez a virada da Águia. O time do São Carlos ainda teve um gol anulado de forma duvidosa, porém o Rio Branco também pode reclamar de uma possível não marcação de um pênalti no final da partida. Mas o jogo terminou nisso: São Carlos 2x1 Rio Branco.

Em Capivari, a zebra fez sua primeira aparição, na Arena Capivari. Falamos em zebra, pela atual situação das duas equipes, mas historicamente, o Capivariano é freguês de carteirinha do Desportivo Brasil e ontem só confirmou a escrita. Os visitantes fizeram logo 2x0 em duas falhas bisonhas do zagueiro Rodrigo Sabiá. O time da casa voltou mais ligado para o 2º tempo, porém Edson Pio numa cobrança de falta mandou fechado e pegou o Ian de surpresa. A bola acabou encobrindo o goleiro, e morrendo no fundo das redes. Em dois minutos o Capivariano colocou fogo no jogo. Na bola aérea, em uma cobrança de escanteio pela direita, o zagueiro Gutierrez nem precisou sair do chão, dentro da pequena área, para testar e fazer o primeiro gol aos 34 minutos. No lance seguinte, aos 35, Lucas Praxedes acertou um belo cruzamento no segundo pau, Wendel saiu nas costas da marcação e marcou o segundo. A partir daí só deu o time da casa, mas sem sucesso. Terminou assim, Capivariano 2x3 Desportivo Brasil.

No jogo dos desesperados em Marilia, o MAC fez 2x1 na Matonense e consegui sair do Z-6. Já os visitantes parecem ter gostado da incômoda zona e fixaram moradia ali. Mas saíram na frente.  Logo aos cinco minutos em contra-ataque, depois de bola cruzada, Matheus Gomes aproveitou falha de posicionamento do adversário e apareceu livre para concluir para o fundo das redes. O MAC sentiu o gol e teve dificuldades em todo primeiro tempo para criar, apenas tocando de um lado para o outro, esperando uma jogada de bola parada para levar perigo. De tanto insistir, o time da casa chegou ao empate. Aos 45 minutos, depois de lançamento da direita, a bola passou por toda defesa da Matonense, mas não por Du Gaia. O atacante dominou e fuzilou Paulo André. O segundo tempo foi mais aberto, mas os dois times exageram nos passes errados e nas faltas. Mesmo assim, a Matonense foi quem chegou mais perto de abrir o placar. Em finalização de longe de Murilo, o goleiro Gilson falhou e a bola carimbou a trave. No final, na base da raça, o Marília foi buscar a vitória. Aos 44 minutos, o estreante Jonathan cobrou falta com força e decretou a segunda vitória consecutiva do MAC no campeonato.

Depois de Capivari, a zebra passeou por Bauru (foto). O Noroeste sofreu novo revés e despencou na tabela. O primeiro tempo foi de pouca ação no Alfredão e muito estudo das equipes. O Noroeste assustou pouco, com Alef isolado na frente. Enquanto o Falcão passou a tentar alguns lançamentos e ficou perto de abrir o placar. Maranhão chegou a driblar o goleiro, mas perdeu o ângulo. Na segunda etapa, quem chegou com força foi o Norusca. Em lance perigoso, Leandro limpou o goleiro Cairo, que se recuperou e salvou. O castigo para o time da casa veio logo a seguir, com um belo gol de Tavares, que acertou o ângulo do goleiro Ferreira. Com as alterações, o Alvirrubro se lançou ao ataque, mas deu espaço.  Num dos contra ataques, viu Tavares receber a boa  e tocar por cima do goleiro Ferreira para ampliar e matar o jogo: 2 a 0.

Em Santos, a Portuguesa Santista venceu o Olimpia por 3 a 2 e chegou a sua 4ª vitória consecutiva. Já o Olimpia vem no caminho contrário e sofreu sua terceira derrota nos últimos três jogos. O jogo foi bastante movimentado e o Olímpia logo abriu o placar. Com sete minutos de bola rolando, Leonardo aproveitou rebote após bola na trave e mandou para o fundo da rede. O empate da Briosa veio aos 26 minutos, quando Dema ficou com a sobra após cobrança de escanteio e chutou fraco, mas ninguém interceptou e a bola entrou. Ainda ano 1º tempo, aos 48 minutos, Carlos Alberto virou o jogo.  Na etapa complementar, o Olímpia fez seu gol ainda mais rápido do que no primeiro tempo. Aos dois minutos, Geovane empatou. No entanto, Wendell resolveu a parada com um gol aos 19 minutos e garantiu a vitória do time de Santos.

Outro que vem numa boa sequência é o Barretos. Ontem recebeu o Monte Azul no Estadio Fortaleza e chegou a sua 3ª vitória seguida, chegando ao G-8 e tirando dali o adversário. O time do técnico Paulinho McLaren que há menos de 15 dias balançava no cargo, saiu na frente logo aos 6 minutos. Após cruzamento rasteiro, a bola passou por toda extensão do gol do Monte Azul, sem que ninguém a tocasse, porém encontrou Nathan que dominou e bateu cruzado, colocando o touro na frente. Após uma ligeira pressão do Monte Azul, o Barretos matou o jogo. O atacante Boca recebeu na intermediária com muito espaço, arrancou e bateu na saída do goleiro fazendo 2x0.

E para finalizar a rodada, mais um vacilo do Velo Clube. Dessa vez perdeu em casa para o Rio Preto. O autor do gol do Jacaré, mais uma vez foi Édipo. Com este resultado, o Rio Preto permanece sem perder na competição e chega a 6ª posição. O Velo, em queda livre já está 12ª posição e começa a se preocupar com a falta de reação e a aproximação do Z-6. (Ednelson Simonetti, colaborador)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias