segunda, 15 de agosto de 2022
Ciclismo

São Carlos terá três representantes no Brasileiro de BMX em Londrina

ASC/Smec/Sportix/DNAClub chega forte para a competição e a piloto Maitê Naves tentará defender o título conquistado em 2021

01 Jul 2022 - 09h05Por Marcos Escrivani
Atual campeã, Maitê vai defender o título no Brasileiro BMX: título pode vir para São Carlos - Crédito: DivulgaçãoAtual campeã, Maitê vai defender o título no Brasileiro BMX: título pode vir para São Carlos - Crédito: Divulgação

Todas as atenções do BMX do país estão voltadas neste final de semana para o Campeonato Brasileiro da modalidade, que acontece até domingo, 3, em Londrina/PR, um complexo esportivo de rodas (pista de drifty, carro e moto, pista de carro, autódromo internacional Airton Senna, estádio do café futebol e a pista de BMX).

A elite nacional do BMX estará reunida para este grandioso evento que terá a presença de três pilotos da ASC/Smec/Sportix/DNAClub de São Carlos, sob o comando do técnico Everton Douglas Silva, o Tom.

Um dos destaques é Maitê Naves. Atual campeã brasileira, irá defender o título conquistado em 2021 na categoria elite Woman. O time são-carlense foi presenteado esta semana com a notícia de que ela será levada para o Mundial de BMX que acontece em agosto na França, como integrante da seleção brasileira. Compõem o time são-carlense ainda, Wanderson Silva (o Buba) nas categorias Cruizer aro 24" (29 a 30 anos) e Expert aro 20 (na 30 anos mais). João Victor Oliveira estará na Cruizer aro 24" (17 a 24 anos).

De acordo com o técnico Tom, dos três pilotos, foram selecionados para compor a equipe do Estado de São Paulo nesse brasileiro Maitê e João Victor, por liderar suas respectivas categorias no Campeonato Paulista.

BONS FLUÍDOS

A equipe são-carlense está otimista para o Campeonato Brasileiro. Tom, Buba, João Victor e Maitê estão em Londrina desde quinta-feira, 30 e os treinos são realizados em dois períodos. Nesta sexta-feira, 1, acontecem os treinos oficiais e no sábado, 2, as provas na Categoria Cruizer, aro 24, e no domingo as Experts e Challenger aro 20.

“A pista aqui é combinada de circuito expert e super cross. O circuito expert é igual nossa pista em São Carlos o SX (super cross) é o circuito que está na olimpíada há quatro edições. São rampas maiores e a saída com mais velocidade ficando a 10 metros de altura”, explicou Tom.

Segundo ele, Maitê Naves, atual campeã brasileira, vai defender o título para continuar no time em provas internacionais, além de ter que enfrentar a atleta olímpica Priscila Estevoux Carnaval. “Ela vai precisar acelerar no SX”, assinalou o treinador são-carlense.

Leia Também

Últimas Notícias