Menu
quinta, 21 de outubro de 2021
Sonho realizado

São-carlenses concluem jornada, percorrem 540 km e chegam a Aparecida

Eduardo Granola, Luiz Joaquim e Márcio Guidelli correram durante doze dias o Caminho da Fé; relatos de fé e perseverança

13 Out 2021 - 07h20Por Marcos Escrivani
Missão cumprida: guerreiros são-carlenses em frente a Basílica de Aparecida - Crédito: DivulgaçãoMissão cumprida: guerreiros são-carlenses em frente a Basílica de Aparecida - Crédito: Divulgação

Doze dias de peregrinação. Assim foi a jornada de Eduardo Granola, Luiz Joaquim e Márcio Guidelli que concluíram às 12h desta terça-feira, 12, os 540 quilômetros propostos em um projeto idealizado em setembro de 2021. Oportunidade em que era comemorado o Dia da Padroeira do País e da Criança.

Às 5h de quinta-feira, 30 de setembro, saíram de São Carlos e partiram rumo a Matriz de Descalvado. Daí em diante, passaram por vários municípios paulistas e mineiros, enfrentando várias adversidades climáticas. Tiveram contato íntimo com a natureza. Fizeram novas amizades.

O São Carlos Agora através de contato via WhatsApp acompanhou a saga dos peregrinos aventureiros são-carlenses que cumpriram a jornada pela primeira vez, tornando em realidade um sonho acalentado por vários anos.

ÚLTIMO RELATO

“Projeto Granola & Amigos no Caminho da Fé.

Hoje (terça) chegamos ao final dos 540 km correndo no Caminho da Fé.

Saímos de Guaratinguetá e cumprimos 33 km. Passamos por Potim e chegamos na Basílica de Nossa Senhora Aparecida.

Tivemos mais uma provação: pernoitamos em uma pousada em Guaratinguetá e o filho da dona veio até mim e me disse: moço posso ir com você?

Eu Eduardo Granola, disse para ele: “nós vamos correndo” e ele me disse: “a casa de minha avó fica 8 km daqui. Eu fico lá na casa da minha avó”.

Ele pediu para mãe e ela deixou. Hoje (terça) de manhã por volta das 6h o menino (João Rafael, de 12 anos) veio outra vez até mim e disse já estou pronto.

Enfim João Rafael correu junto com nós. Muito feliz e sorridente com mais três cachorros.

Saímos para cumprir nosso destino. Eduardo Granola, Marcio Ghidelli e depois de três dias em repouso Luiz Joaquim voltou a correr.

Claudio Dotelli fez o percurso de bicicleta e Nelson Romanatto nosso brilhante motorista, foi peça fundamental para nós.

A ficha ainda não caiu. Não sei bem o que dizer. Foi uma sensação maravilhosa conhecer a Basílica, um dos melhores momentos da minha vida. O passei até aqui não tem nada quão gratificante.

Sentimos muitas dores nos treinos, nos dedicamos foram vários dias longe de nossas casas, trabalho, família.

Passamos por lugares esplêndidos, disse Nelson Romanatto. Valeu muito por tudo.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias