Menu
sexta, 05 de março de 2021
Esportes

Rugby: São Carlos vence o Ilhabela

07 Jun 2016 - 06h05Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

A equipe de rugby São Carlos recebeu o Ilhabela pela quarta rodada do Campeonato Paulista série B e venceu por 34 a 26 em um disputado jogo ocorrido na USP na tarde de sábado, 4, em São Carlos.

O jogo começou intenso, com o Ilhabela abrindo o placar na conversão de um penal logo aos 3 minutos de jogo.

De um lado e de outro, as equipes continuavam a buscar pontos, mas esbarravam nas defesas adversárias. Ainda assim, aos 21 minutos, o São Carlos conseguiu pontuar: Ito Inforzato marcou um try, que não foi convertido. 4 minutos depois, o Ilha virou o placar com a conversão de mais um penal. Mas, dessa vez, a reação dos rinocerontes veio na sequência: após a saída de bola, Alexandre Bertuga arrancou para marcar seu try. Eduardo de Andrade converteu.

O jogo continuava muito parelho e pegado, até que Andrade, numa cobrança rápida de penal, deixou João Vitor de Medeiros sozinho para marcar mais um try para os auri-rubros. Andrade, uma vez mais, converteu.

No final do primeiro tempo, Ilha descontou com um try, convertido, e deixou o jogo em aberto para o segundo tempo. Final da primeira etapa: São Carlos 19 x 13 Ilhabela.

Na volta para a metade final da peleja, o Ilha fez valer a experiência e força do seu jogo de forwards e encostou no placar marcando mais um try, sem conversão. São Carlos 19 x 18 Ilhabela.

O cenário mudaria um pouco a partir dos 16 minutos do segundo tempo, quando Andrade, saindo sozinho pelo lado cego do ruck, ampliou o placar para o São Carlos com mais um try - que não foi convertido. Pouco tempo depois, aos 22 minutos, Inforzato marcou seu segundo try após bela bola trabalhada pela linha ricerontina.  Andrade converteu.

Então, o Ilha partiu pra cima. Aos 28 minutos diminuiu o placar com um drop goal e, aos 30, marcou mais um try, sem conversão. O placar estava em 31 x 26 para os donos da casa, mas os tubarões não desistiam.

O jogo era lá e cá, com as equipes alternando-se ao ataque. Contudo, num penal cometido por Ilha o jogo se decidiu: já se passavam dos 40 minutos quando a bola do penal cobrado por Inforzato passou entre os paus e decretou o placar final em São Carlos 34 x 26 Ilhabela.

Jean Marc Volland, treinador do São Carlos, satisfeito, declarou: "Como já esperávamos, o jogo foi muito duro devido à experiência e físico da equipe de Ilha. Mas, apesar da pressão imposta - principalmente pelos terceiras linhas deles, liderados pelo abertura Rafael Simão - conseguimos manter nosso padrão e levar a vitória com belas jogadas, que mostram a qualidade técnica e tática do nosso time".

Já o capitão Arthur Pinheiro, concordando com o desafio imposto, analisou os pontos fortes e fracos da equipe do São Carlos: "Foi o desafio que a gente esperava, com os dois times se alternando no controle e pressão da partida. Tivemos dificuldade nas formações de scrum, o que nos fez ter que defender bastante; porém, nosso físico ajudou nesta questão. As substituições, como em outras partidas, foram positivas e mantiveram o nível do time no segundo tempo. Ainda assim, pecamos muito na organização do ataque e da defesa nessa segunda parte, deixando Ilha em um momento melhor no jogo. Mas é importante ressaltar que nossas falhas foram superadas pela união e raça da equipe, que soube pontuar em momentos cruciais da partida".

"Jogar contra Ilha nunca é fácil, mesmo quando eles estão com 16 jogadores e o único reserva tem que entrar aos 10 minutos de jogo. É um time de guerreiros e que tem muita experiência. E, por isso, a vitória é muito importante", declarou o presidente e jogador do São Carlos, Rafael Vicente. "Agora é manter os pés no chão e focar no Templários, nosso próximo desafio".

Com o resultado, o São Carlos reassumiu a ponta da tabela e se manteve invicto na competição. O próximo desafio dos rinocerontes acontece no dia 19, em São Bernardo do Campo, contra a equipe do Templários.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias