Menu
domingo, 17 de janeiro de 2021
Esportes

Robinho é condenado a 9 anos de prisão na Itália por estupro coletivo; atacante nega

24 Nov 2017 - 07h59Por Manuela D'Alessandro/Reuters
Foto: Rafael Ribeiro/CBF - Foto: Rafael Ribeiro/CBF -

Um tribunal italiano condenou nesta quinta-feira o atacante Robinho, ex-Milan e hoje no Atlético Mineiro, a nove anos de prisão nesta quinta-feira, por suposta participação em um estupro coletivo de uma albanesa em 2013.

Um tribunal de Milão determinou que Robinho e outros cinco brasileiros atacaram a mulher, que tinha 22 anos na época, depois de terem lhe dado álcool em uma boate. O paradeiro dos cinco companheiros de Robinho não é conhecido, então o julgamento deles foi suspenso.

Robinho, que também jogou por Real Madrid e Manchester City, não compareceu a nenhuma das sessões do tribunal envolvendo seu caso.

Em nota no Instagram do atacante, a defesa dele disse que "ele já se defendeu das acusações, afirmando não ter qualquer participação no episódio".

O ex-jogador da seleção brasileira tem direito a dois recursos, e a Itália só lançará processos de extradição em caso de um veredicto definitivo, disse uma fonte jurídica.

De acordo com a defesa de Robinho, "todas as providências legais já estão sendo tomadas acerca desta decisão em primeira instância". (reportagem adicional de Tatiana Ramil, em São Paulo)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias