Menu
sexta, 05 de março de 2021
Esportes

Projeto, planejamento e cautela: conheça a Copa Evangélica da Bom Retiro

21 Abr 2016 - 09h29Por Gustavo Curvelo (colaborador)
Eduardo Carrasco preside a equipe com projetos duradouros, sem pressa por resultados. Foto: Gustavo Curvelo/Divulgação - Eduardo Carrasco preside a equipe com projetos duradouros, sem pressa por resultados. Foto: Gustavo Curvelo/Divulgação -

Apesar do excelente planejamento, não foi na Copa Evangélica de futebol de campo 2016 que a Bom Retiro chegou ao título. Com cinco pontos e ocupando a sexta posição do Grupo B, a equipe encerrou sua participação no campeonato com eliminação ainda na primeira fase, somando uma vitória, dois empates e quatro derrotas.

Na parte diretiva, porém, o presidente Eduardo Carrasco não lamenta totalmente a situação. Ciente das limitações, o mandatário, que também participou da competição, enfatiza os verdadeiros propósitos da equipe, o que não envolve quaisquer pretensões muito ambiciosas dentro de campo a curto prazo.

"Começamos a remontar o time no final do campeonato passado [no primeiro semestre de 2015, quando a Bom Retiro conquistou o terceiro lugar], e antes desse novo campeonato começar nossa expectativa não era chegar ao título, mas sim criar maturidade. Só que começamos bem e pensamos que poderíamos ir mais longe, mas aí perdemos nos nossos próprios erros", salienta o dirigente.

Segundo ele, lições do futebol também puderam ser aprendidas. "É aquela velha máxima: o jogo só termina quando acaba. Tivemos partidas que estavam até fáceis pra gente e deixamos escapar no final. É luta, garra, vontade e determinação que ganham jogo", disse Eduardo.

No entanto, apesar dos resultados insuficientes, o que chamou a atenção na equipe foi o planejamento. Afinal, desde antes mesmo do início do segundo semestre de 2015, a diretoria traçou o plano diretivo visando a competição com treinos físicos e técnicos semanais. O comprometimento agradou o presidente.

"O saldo sem dúvidas foi positivo. É claro que dava pra avançar um pouco mais no campeonato, mas a gente evoluiu. No ano passado, a gente fazia jogos que o time não tinha um bom equilíbrio, iniciando bem as partidas e sem demonstrar poder de reação, mas agora conseguimos acertar o lado emocional", celebra, ressaltando como exemplo o 3 a 3 contra o Quadrangular São José, após iniciar perdendo por 3 a 0.

E, para o futuro, a continuidade está garantida. "O projeto segue, e além do time, é um projeto social. Vidas estão sendo ganhas, atletas estão sendo convertidos", comenta Eduardo.

"Faremos logo mais nossa primeira participação no campeonato de futebol society e de futsal buscando mais maturidade, entrosamento e também para manter o time em atividade, mas sem criar expectativa. Nossa ideia é se divertir jogando bola, mas estamos no caminho certo", completa o presidente.

Reorganizando-se para a disputa das duas competições no segundo semestre, a Bom Retiro já mira suas atenções nas quadras: no futebol society, a equipe participa do torneio no dia 9 de julho, enquanto, pelo futebol de salão, a bola rola a partir de 13 de agosto. Por ser ingressante nestaedição do último campeonato, o time automaticamente integra a Série B.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias