Menu
segunda, 21 de junho de 2021
Nos mínimos detalhes...

Para o retorno, São Carlos Futsal se preocupa até com a alimentação dos atletas

Clube trabalha com uma boa retaguarda e nutricionista passa dicas remotas; bons alimentos e hidratação significa melhora no rendimento

10 Jun 2021 - 13h06Por Marcos Escrivani
Melise durante avaliação em um atleta: melhora no rendimento e na qualidade de vida - Crédito: Marcos EscrivaniMelise durante avaliação em um atleta: melhora no rendimento e na qualidade de vida - Crédito: Marcos Escrivani

O retorno às atividades para os atletas do São Carlos Futsal se aproxima com o passar dos dias. Desta forma, diretores e comissão técnica procuram dar uma retaguarda segura para àqueles que irão defender a camisa do time são-carlense nos torneios regionais e estaduais desde o sub8 até o adulto.

Desta forma, desde o mês de janeiro, a nutricionista Melise Pascucci Bisoffi, 33 anos (dos quais 11 dedicados às atividades profissionais desta área) trabalha remotamente e em alguns casos, de forma presencial, passando orientações aos jogadores sobre os melhores alimentos e, principalmente a importância da hidratação para que mantenham um bom condicionamento físico e possam retornar bem para às atividades físicas.

Em entrevista ao São Carlos Agora Melise informou que, pelo menos duas vezes por semana participa de lives, palestras e até conferências remotas onde procura tirar dúvidas de atletas e pais. “No geral, as atividades são remotas, mas há pais que solicitam atendimento presencial”, informou a nutricionista, especialista em Clínica e Esportiva pela Unicep, afirmando que a parceria com o São Carlos Futsal teve início a um ano.

“Procuro passar cardápios individualizados de acordo com a rotina de treinos. Há dúvidas por parte dos jogadores e procuro orienta-los da melhor forma possível”, disse, salientando que é necessário que os atletas se alimentem de forma saudável com uma dieta balanceada em proteínas, carboidratos, gorduras, frutas e fibras além da hidratação. “Mas não é suco ou refrigerante. Tem que ser água mesmo. Nada substitui esse líquido. Isotônico, por exemplo, é quando as atividades são mais intensas e a falta de água pode fazer com que os atletas tenham fadiga na quadra e caia o rendimento”, explicou.

MELHORA E QUALIDADE DE VIDA

Trabalhando no meio esportivo, nestes cinco meses de atividades remotas com os atletas do São Carlos Futsal, Melise disse que sentiu que os jogadores, independentemente da faixa etária, melhoraram muito no rendimento. “Faço essa avaliação após o contato com cada um deles. Não dá para mensurar um percentual, mas faço uma avaliação positiva devido as informações coletadas”, garantiu a nutricionista.

“Acredito que alguns atletas tinham uma alimentação desregrada e nas primeiras semanas sentiram devido a mudança na rotina alimentar. Com o passar dos dias, a melhora foi grande. Quem ganha com isso são os envolvidos. No rendimento e em qualidade de vida”, salientou Melise. “Nossa conexão é via WhatsApp e a interação foi muito grande”, assegurou.

A IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO ESPORTE

Segundo Melise, a Nutrição trata da integração entre a humanidade e o alimento, de modo a preservar à sua saúde do ser humano.

A nutrição esportiva tem sido uma área da nutrição que a cada vez mais vem ganhando espaço nos últimos anos, é a área em que educação física e nutrição se encontram, além de um conhecimento amplo que envolve a fisiologia e a bioquímica. E com isso a procura de profissionais voltados para essa área tem sido grande tanto para praticantes de atividade física como principalmente por atletas.

Melise relatou que a nutrição esportiva desempenha um papel imprescindível na otimização dos efeitos benéficos da atividade física, proporciona melhores decisões com a nutrição e hidratação que podem ter como resultado um melhor desempenho físico, recuperação e prevenir lesões.

“Mas, o que será que o Nutricionista Esportivo faz de tão diferente? O nutricionista esportivo é capaz de associar conceitos de composição de um padrão alimentar adequado voltados para prática de exercícios. Com o auxílio de diversos métodos avalia as modificações da composição corporal do atleta ou esportista adquiridos a partir de mudanças nos hábitos alimentares”, garantiu.

A nutricionista disse ainda que vários aspectos são fundamentais quando se trata em adequar a alimentação ao tipo de exercício, para isso é necessário fazer uma avaliação completa com o atleta ou esportistas. “São indispensáveis esses elementos: histórico de saúde, histórico genético, modalidade esportiva, exames laboratoriais, estilo de vida, composição corporal e de qual objetivo o atleta quer atingir”, finalizou.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias