Menu
terça, 21 de setembro de 2021
Esportes

Natação ACD: Para Elton Souza e José Ronaldo, 2017 é um ano perfeito

Além das medalhas, atletas melhoraram os tempos na etapa que encerrou o Circuito Caixa; para ambos, um ano perfeito

03 Nov 2017 - 08h50
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

Um ano perfeito, irretocável. Esta é a definição de 2017 para os nadadores ACDs (atletas com deficiência) Elton Joaquim de Souza e José Ronaldo da Silva, que representam a LCN/Aquário Fitness (que tem o apoio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer - Smel e Fundação Educacional São Carlos - Fesc).

Orientados pelo técnico Mitcho Bianchi, ambos encerraram a participação no Circuito Caixa de Natação Paralímpica em grande estilo. No pódio.

Na categoria S3, Elton conquistou duas medalhas de prata e duas de bronze. Mas durante o ano foram 11 medalhas, sendo 2 de ouro, 6 de prata e 3 de bronze. Na S2, José Ronaldo obteve dois bronzes.

Após ambos encerrarem a participação na competição nacional não esconderam a satisfação e em entrevista analisaram a participação na competição que reúne a cada etapa, os melhores nadadores ACDs de todo o país.

ALTOS E BAIXOS

Elton Souza não teve dúvidas em garantir que 2017 está sendo um ano perfeito. Mas garantiu que nos últimos quatro anos passou por altos e baixos.

"A gente enfrenta problemas, mas isso é natural. O importante é que soubemos superar todas as adversidades. 2017 foi bem 'carregado', mas conseguimos ficar entre os melhores", observou.

Após a desgastante participação no Centro Olímpico em São Paulo, Elton afirmou que terá uns dias de folga. Mas vai pensar no futuro somente a partir de 16 de dezembro, quando entrará em férias. "Irei relaxar e planejar 2018 ao lado do meu técnico (Mitcho Bianchi). A certeza é que pretendemos evoluir ainda mais", disse, salientando que conquistou o bicampeonato brasileiro em duas provas, seis vezes prata e três vezes bronze. "É uma conquista incrível, pois a cada etapa era mais de 400 atletas. Foi tudo perfeito", salientou.

SUPERAÇÃO

José Ronaldo da Silva não tinha índice. Mas estava entre os oito melhores tempos do país, em sua categoria, a S2. Estreou na última etapa do circuito e deu seu recado, ao disputar quatro provas e voltar para casa com duas medalhas de bronze.

"Deus no comando. Me empenhei, me dediquei e estava focado nesta obrigação. Busquei a superação e consegui. Tive muita fé que conseguiria. Mas não nego que fiquei surpreso com as medalhas, pois melhorei significativamente todos os meus tempos", afirmou o nadador.

Com esta nova 'injeção de ânimo', José Ronaldo garante que em 2018 vai em busca de índice nas quatro provas que disputa e participar de todas as etapas do Circuito Nacional. "De repente, até os 50m borboleta", revelou.

ESGOTAMENTO

Ao final das provas em São Paulo, Elton e José Ronaldo disse que o esgotamento físico e mental eram intensos. "Mas cumprimos as metas impostas. Sem contar que a gente se cobra por melhoria a cada competição", revelou Elton que não esqueceu de agradecer os parceiros.

"Não temos palavras para agradecer ao Mitcho Bianchi e àqueles que priorizaram nossas participações e nos apoiaram, como a Smel, Fesc, Citrosuco, Aquário Fitness e a Prefeitura Municipal de Descalvado", informaram ambos.

VIAGEM

O técnico Mitcho Bianchi tentou definir as conquistas de Elton e José Ronaldo como uma viagem. "A gente se programa, coloca o carro em ordem, faz revisão, aluga hotel e no dia da prova, vê toda a logística concretizada com êxito. É um trabalho desgastante, pois tudo é programado. E quando o resultado acontece, a satisfação é imensa. Como técnico, é um peso que sai de nossas costas, nos sentimos mais leves, pois trabalhamos com o sonho de outras pessoas. É uma sensação impressionante. Uma felicidade imensurável ao ver a meta conquistada. A felicidade é dupla, a satisfação também. Mas a responsabilidade dobra a partir de agora", finalizou o treinador são-carlense.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias