Menu
sexta, 18 de junho de 2021
Esportes

Na Comunidade Ágape, artilheiro destaca coletivo pela classificação

Atualmente com nove tentos no torneio, o goleador deixa de lado o feito individual. Para ele, o que importa foi a evolução do coletivo

01 Out 2015 - 06h50Por Gustavo Curvelo (colaborador)
Marquinho leva as mãos aos joelhos: “cansei de fazer gol”. Foto: Gustavo Curvelo/Divulgação - Marquinho leva as mãos aos joelhos: “cansei de fazer gol”. Foto: Gustavo Curvelo/Divulgação -

A Comunidade Ágape deu a volta por cima na Série A da Copa Evangélica de futsal: após uma primeira fase com retrospecto de uma vitória e três derrotas, classificando-se às oitavas de final na quarta colocação do Grupo D, o time voltou a vencer e avançou de forma inédita para as quartas de final no último sábado (26).

A história foi feita quando a equipe enfrentou o Quadrangular São José. Apesar do adversário jogar pelo empate devido à melhor campanha, o time não se intimidou e foi pra cima, vencendo pela contagem de 6 a 2.

O destaque foi Marquinho, autor de quatro tentos, que destaca a reviravolta do elenco em pouco tempo para a conquista do resultado favorável. "Depois do último jogo da primeira fase [derrota para a Adventista do Sétimo Dia por 4 a 2] era o momento da gente sentar e conversar. Chegamos a uma conclusão que temos um bom time e que precisávamos nos doar um pouco mais, ter um pouco mais de comprometimento, e o resultado veio nesta bela vitória. Fiz meus gols, mas se não fosse pelo restante da equipe isso não seria possível", disse o camisa 9.

Por sinal, Marquinho aprova sua situação. "Dá pra dizer que eu cansei de fazer gol. Marquei quatro vezes e perdi outro que não poderia ter perdido, mas acho que está bom, até porque saímos com a vitória", comemora.

Atualmente com nove tentos no torneio, o goleador deixa de lado o feito individual. Para ele, o que importa foi a evolução do coletivo. "O nosso maior ponto positivo é a união do grupo. Somos uma família. O grito de guerra e a vontade de jogar acho que foi maior que o próprio jogo. Por isso vencemos", destaca.

E já passa a fórmula para que o caminho dos triunfos sigam corriqueiros nos próximos jogos. "A ideia vai ser a mesma. Vamos continuar atuando com raça, vibrando o tempo todo, jogando pelo outro e desta forma ir buscando todos os resultados positivos até chegar na final. Provamos que temos um bom time, apesar da primeira fase ruim, e assim queremos seguir nosso caminho", completa Marquinho.

Classificada às quartas de final, a Comunidade Ágape aguarda seu adversário para a próxima partida. O oponente sai do confronto entre Primeira Batista e Adventista do Sétimo Dia, em duelo que acontece às 19h da próxima segunda-feira (5). O jogo acontece no Ginásio Aristeu Favoretto, bairro Redenção, com entrada gratuita ao público.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias