sábado, 13 de agosto de 2022
Vôlei feminino

Movido à desafios, Milton Serra quer que Agee/Atacadão dê espetáculos

Superliga B chega a semifinal e time são-carlense encara o São Caetano com metas bem ambiciosas

23 Mar 2022 - 06h59Por Marcos Escrivani
Concentrado, Milton Serra orienta atleta: jogo decisivo contra o São Caetano - Crédito: Ze_PhotografyConcentrado, Milton Serra orienta atleta: jogo decisivo contra o São Caetano - Crédito: Ze_Photografy

Separem as crianças das mulheres, porque agora o “bicho vai pegar”. Tem início nesta sexta-feira, 25, a semifinal da Superliga B de vôlei feminino. Serão dois confrontos decididos em uma melhor de três jogos.

No ginásio municipal de esportes José Eduardo Gregoracci, no Jardim Santa Felícia, o Agee/Atacadão São Carlos irá encarar o São Caetano, a partir das 19h30. No domingo, 27, às 21h30, as catarinenses Brusque e Bluvolei se enfrentam em Brusque.

Na quinta-feira, 31, o jogo de volta da semifinal entre São Caetano x Agee/Atacadão, às 16h, no Grande ABC e no dia seguinte, no mesmo horário, em Blumenau, Bluvolei x Brusque.

Caso haja necessidade de uma terceira partida, São Caetano e Bluvolei jogam em casa, por terem melhores campanhas que os adversários, para decidir quais equipes irão a final do torneio e consequentemente, garantirem o acesso a elite da Superliga.

O Agee/Atacadão São Carlos, sob o comando do técnico Milton Serra se prepara com treinos diários. Apesar de ter pela frente o São Caetano, uma equipe tradicional e experiente, a meta é ambiciosa: tentar a vitória e com isso chegar a penúltima meta estabelecida pelo grupo, que é o acesso. Depois, a luta pelo título.

O treinador reconhece que, comparativamente aos adversários desta fase, as limitações são-carlenses são maiores. Mas garantiu que a equipe é movida a desafios e que, como chegaram até aqui, tudo é possível.

Em uma entrevista exclusiva ao portal São Carlos Agora, Milton Serra mostrou otimismo, ansiedade e um ‘friozinho’ na barriga em uma fase tão decisiva da competição.

A ENTREVISTA

São Carlos Agora - Após duas metas já cumpridas pelo Agee/Atacadão, qual a terceira meta?

Milton Serra - O objetivo geral é sempre fazer o melhor, jogar bem, proporcionar um bom espetáculo. A próxima meta é passar para a final.

SCA - Na primeira fase, uma campanha bem sólida. A comissão técnica esperava tal desempenho do time na Superliga B?

Serra - Sou movido à desafios. Ao assumir a equipe em 3 de janeiro, o desafio principal era respeitar o que havia sido feito pela comissão técnica anterior e conquistar a confiança das atletas na proposta de trabalho, aliás, muito trabalho, da nova comissão. O desempenho e a classificação só foram possíveis graças à parceria e confiança mútua entre atletas e comissão técnica.

SCA – Agora, entre os quatro do campeonato, qual a análise que faz dos semifinalistas? Há algum favorito?

Serra - São equipes com históricos em Superligas e estruturas bem diferentes. Mas estas diferenças não entram em quadra. Agora é uma outra competição. Continuaremos trabalhando forte, respeitando os adversários, e com foco em fazer o melhor sempre, e obter a passagem para a final.

SCA - Especificamente sobre o time são-carlense. Como que as atletas chegam para um mata-mata?

Serra - Todas as 10 equipes se prepararam para este momento. Só quatro chegaram, e graças a muito trabalho, dedicação e superação, chegamos no G4. Muda o tipo de competição, mas o trabalho forte não muda!

SA - Agora que o torneio é eliminatório, é necessário mais concentração e foco para errar o menos possível? Por que?

Serra - O voleibol é um esporte onde o erro é determinante no resultado. Sempre é necessário ter foco para minimizar os erros. Concentração, pois os jogos serão decididos nos detalhes!

SCA - Ter o São Caetano pela frente, time que perdeu apenas um jogo, é mais complicado?

Serra - Pela classificação e o número de pontos das equipes, se percebe que houve bastante equilíbrio. Por exemplo, perdemos para o próprio São Caetano na fase de classificação por 3 a 2 com quatro sets terminando com diferença de dois pontos. Qualquer uma destas quatro equipes tem totais condições de passar para a final e se sagrar campeão.

SCA - Neste confronto, o time são-carlense é azarão?

Serra - Nossa estrutura talvez seja a mais nova e mais modesta. Mas já mostramos que na quadra, superamos muitas dificuldades e podemos jogar de igual para igual com todas as equipes.

SCA - Quais são as principais virtudes para tentar eliminar o time do Grande ABC?

Serra - Nossa missão principal é estudar o adversário, analisar seus pontos fortes e tentar neutralizá-los; analisar seus pontos fracos e explorá-los. E, principalmente, acreditar que somos capazes de fazer um bom jogo e conquistar bons resultados.

Leia Também

Últimas Notícias