Menu
quinta, 17 de junho de 2021
Esportes

Luís Guilherme deve ser o ‘cérebro’ da Águia

Com a ausência de Willian Dias, meia pode assumir a função de principal articulador do time contra o Jabaquara

15 Out 2015 - 07h03
“Tenho a função de colocar ‘os caras na frente do gol’, mas tenho companheiros de qualidade que podem exercer a mesma responsabilidade”, garantiu Luís Guilherme - “Tenho a função de colocar ‘os caras na frente do gol’, mas tenho companheiros de qualidade que podem exercer a mesma responsabilidade”, garantiu Luís Guilherme -

Um dos experientes do São Carlos, o meia Luís Guilherme (27 anos), deve ser um dos principais articulares da equipe no compromisso do próximo domingo, 18, quando acontece o jogo contra o Jabaquara, a partir das 10h, no estádio municipal Professor Luís Augusto de Oliveira.

O encontro vale pelo grupo 5 e o time orientado pelo técnico Rafael Guanaes não terá Willian Dias, que é considerado o 'garçom', tais as assistências que tem feito ao longo da primeira e segunda fases da Série B do Campeonato Paulista.

Presente em cinco jogos da segunda fase e autor de um gol (contra o Grêmio Prudente, em sua estreia), Luís Guilherme garante que está pronto para desempenhar tal função, mas admite que não será o único responsável pelas assistências. "Sou uma peça da engrenagem. Tenho a função de colocar 'os caras na frente do gol', mas tenho companheiros de qualidade que podem exercer a mesma responsabilidade", garantiu Luís Guilherme.

MOTIVAÇÃO

A situação do São Carlos é bem curiosa a duas rodadas do final da segunda fase do Paulista da Série B. Lidera o grupo 5 com 20 pontos. Não pode ser mais alcançado por nenhum adversário e por isso, além do acesso a Série A3, vai disputar o título da divisão. De quebra, tem hoje a melhor campanha entre todos os clubes.

O Jabaquara, por sua vez, está em 4º lugar no grupo e soma 9 pontos e tem que vencer para permanecer com chances de conseguir o acesso. Mas depende paralelamente de uma combinação de resultados para conquistar a meta.

Aparentemente os dois últimos jogos desta fase qualificatória poderia ter 'perdido a graça' e deixar de ter uma motivação para os atletas da Águia.

Entretanto Luís Guilherme discordou. "A motivação existe sim. Queremos ser o primeiro na classificação geral e trazer o segundo jogo da final para casa. Além do mais não entramos em campo para empatar ou cumprir tabela. O São Carlos tem um grupo que gosta de ganhar sempre. Então estamos motivamos a vencer mais quatro jogos", disse o meia, referindo-se aos jogos restantes da segunda fase e as duas partidas finais.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias