Menu
segunda, 16 de setembro de 2019
Futsal

Keké garante que veio para São Carlos para buscar único título que falta em seu currículo: a Liga Nacional

03 Jun 2019 - 07h29Por Marcos Escrivani
Keké garante que veio para São Carlos para buscar único título que falta em seu currículo: a Liga Nacional - Crédito: Maicon Reis Crédito: Maicon Reis

Clayton Lima Szabo, paulistano de nascimento, 36 anos. Ou simplesmente Keké. Atual artilheiro da Liga Nacional, feito conquistado em 2018 ao anotar 23 gols, é o mais experiente do São Carlos. Ele é um dos reforços do time que disputa além do torneio nacional, a Copa Paulista.

É responsável, portanto, para levar experiência para o jovem time são-carlense que faz boas campanhas no primeiro semestre da temporada. “Vim para esta equipe para buscar o único título que falta em meu currículo”, disse, ao se referir a Liga Nacional.

Com apenas 4 anos Keké já era federado e disputava campeonatos pelo Ceret/SP ao lado do irmão Wesley Alemão, atualmente técnico do Campo Mourão. “Naquela época ia aos treinos e acompanha meu irmão. Mas jogava do lado de fora do ginásio. O treinador me viu brincando, fiz um teste e fui aprovado. Mas se hoje pratico futsal é graças ao Wesley. Meu ídolo”, resumiu.

VIDA REGRADA

Aos 36 anos, Keké foi indagado pelo São Carlos Agora se está próximo de pendurar os tênis. “De jeito nenhum. Tenho uma vida regrada. Jogo no mínimo, em alto rendimento, por mais 10 anos. Procuro me preservar e me cuidar. Meu corpo é minha ferramenta de trabalho. Tenho boa alimentação, bom sono e descanso necessário. Vou longe ainda”, garantiu.

Casado com Aline, é pai de Bia (18 anos), Manu (8 anos) e Henrique (11 anos). Ambientado, o filho pratica futsal na categoria sub12 do Multi Esporte/La Salle. “Hoje resido em São Carlos com minha família e não penso em sair tão cedo. Como disse, tenho uma missão nesta cidade e vou fazer de tudo para cumpri-la”, afirmou, ao se referir a Liga Nacional.

CARREIRA LONGA

Desde que pratica o futsal, Keké passou por oito times de três estados e em seu currículo está um Mundial de Clubes, uma Libertadores, tricampeão da Taça Brasil, além de vários títulos estaduais. “Falta a Liga Nacional”, reforçou.

Disse disso, Keké disse que quer fazer história em São Carlos, com a conquista de vários títulos. “Em todos os clubes que passei, fui campeão. Aqui não será diferente”, prometeu.

CIDADE CARENTE

Keké considera São Carlos uma cidade grande. Mas carente de equipes de alto rendimento. Segundo ele, desde o primeiro dia de atividades ficou surpreso com o carinho da população.

“Senti que ela abraçou a equipe e compraram a ideia. A cada jogo tem mais torcida e isso me deixa satisfeito e feliz, pois considero São Carlos uma cidade progressista e moderna. Onde podemos cuidar e criar nossos filhos. Espero que este projeto perdure por vários anos e que neste período eu fique por aqui”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias