Menu
terça, 14 de julho de 2020
Atividades não cessam

Grêmio São-carlense mantém contato diário com atletas; atenção especial na preparação dos goleiros

Júlio César e Allan Gomes trabalham remotamente com atletas que possuem; trabalho físico e emocional são passados

26 Mai 2020 - 12h50Por Marcos Escrivani
Antes do início da pandemia no Brasil, goleiros realizaram treinos na academia da Tecumseh Clube - Crédito: Marcos EscrivaniAntes do início da pandemia no Brasil, goleiros realizaram treinos na academia da Tecumseh Clube - Crédito: Marcos Escrivani

Em época de pandemia da Covid-19, onde o isolamento é necessário para evitar aglomeração e a consequente propagação do vírus, um trabalho diferenciado vem sendo realizado pelo Grêmio São-carlense em todos os sentidos. A meta é, neste período em que as atividades presenciais estão suspensas, preparar os atletas de forma remota para o reinicio dos trabalhos de olho na Série B do Campeonato Paulista que deve ser realizada no segundo semestre de 2020.

Marcus Vinícius, técnico, orienta os atletas, enquanto que o preparador de goleiros Júlio César Cominotte e seu auxiliar, Allan Gomes, trabalham os arqueiros. Já o preparador físico Renan Bedinotto cuida das atividades de todo o grupo.

O São Carlos Agora entrevistou neste domingo o preparador de goleiros Júlio César que procurou passar algumas informações de como estão sendo realizados os trabalhos. “Estou no Grêmio desde 2017 e iniciei nas categorias de base. Tive um breve afastamento em 2019, mas retornei este ano para um projeto ambicioso e a longo prazo. Tenho como auxiliar o Allan Gomes que cuidará da base e estará lado a lado comigo no profissional. É um trabalho diferenciado que ocorrer em um time que irá disputar a Série B, que terá dois preparadores de goleiros ao longo da temporada”, disse.

VIDEOCONFERÊNCIAS

A pandemia evita trabalhos presenciais e todo o foco do grupo são as videoconferências entre comissão técnica e jogadores, quando são abordados os sistemas táticos, conceito de jogo que será usado no campeonato e assuntos relativos à preparação do time.

“São atividades regulares para que não percamos o foco. Quanto aos goleiros, além do trabalho físico procuro passar exercícios complementares e fundamentos. Em casa, remotamente, passo vídeos de outros goleiros e peço que os atletas estudem a parte tática e conceitos. E que assimilem o que os clubes buscam nestes profissionais. Posso garantir que o goleiro é fundamental em um sistema de jogo”, garantiu Júlio César.

ATÉ PSICÓLOGA

Júlio César revelou ainda que o Grêmio São-carlense contratou uma psicóloga e a profissional, durante videoconferência, trabalha a ansiedade do atleta diante de tantas informações e fakenews, além da carga extra pela expectativa no reinicio dos treinos e do campeonato. “São passados os cuidados que todos nós devemos ter e é passado conteúdos importantes para que possamos nos preparar adequadamente em todos os sentidos”, ponderou o treinador de goleiros.

VINTE DIAS

Quando o isolamento terminar e os trabalhos forem reiniciados, um protocolo de segurança terá que ser obedecido por todos os clubes. Paralelamente, quando os trabalhos físicos e com bola recomeçar, Júlio César garantiu que serão necessários pelo menos 20 dias de atividades. “Serão necessários jogos-treino para saber o quanto o isolamento social afetou o goleiro. Física e psicologicamente. Existe sempre uma carência, por mais atividade que tenha sido feita remotamente”, ponderou. “A certeza é, quando voltarmos, será uma segunda etapa de preparação para o campeonato. Portanto é necessário se preparar da melhor forma possível e se aproximar o máximo possível de um condicionamento físico ideal”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias