Menu
segunda, 21 de junho de 2021
Buscar a excelência

Fisioterapeutas realizam trabalhos para evitar lesões em atletas no São Carlos Futsal

Perspectiva é que retorne as atividades e em uma iniciativa inédita, profissionais realizarão exercícios preventivos

03 Jun 2021 - 07h03Por Marcos Escrivani
Na visão de Rafael, iniciativa do São Carlos Futsal buscar profissionais para oferecer atividades com o intuito de prevenir lesões nos atletas é louvável - Crédito: Marcos EscrivaniNa visão de Rafael, iniciativa do São Carlos Futsal buscar profissionais para oferecer atividades com o intuito de prevenir lesões nos atletas é louvável - Crédito: Marcos Escrivani

Em época de pandemia da Covid-19, onde a crise sanitária dura quase um ano e meio, obrigando profissionais em todos os segmentos da sociedade se reinventar e buscar alternativas para a retomada das atividades, o São Carlos Futsal busca dar passos importantíssimos para estar antenado com o dia a dia.

No segundo devem recomeçar os campeonatos. Porém a comissão técnica do clube, que trabalha com jogadores a partir dos 8 anos, mantém atividades remotas desde janeiro. Mesmo com a crise na saúde causando preocupação, o São Carlos Futsal mantém atividades remotas com treinos físicos, onde inclui todos os tipos de trabalho. Inclusive fisioterápicos a cargo dos profissionais Rafael Cazu e André Simões. Ambos realizam mestrado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e comandam a clínica Centro de Especialidades do Corpo (CEC), uma parceria que tem como finalidade prevenir possíveis lesões nos atletas do clube são-carlense.

Desde janeiro Rafael e André trabalham remotamente com atletas entre 11 e 17 anos onde disponibilizam a cada 15 dias vídeos com instruções para que realizem exercícios preventivos e possam evitar lesões. “Paralelamente buscamos fazem com que todos possam manter o condicionamento físico em atividades com ou sem bola”, disse Rafael em entrevista exclusiva ao São Carlos Agora.

Segundo o fisioterapeuta a ideia inicial é fazer com que os atletas mantenham neste período um nível de preparação aceitável e manter o sistema cardiorrespiratório e muscular dentro dos padrões para que, quando retornar as atividades presenciais, as condições físicas estão próximo do ideal.

“É difícil dizer se isso irá evitar uma lesão. Mas nosso foco é a prevenção. E os exercícios preventivos que fornecemos visa prevenir impactos no tornozelo e no joelho onde ocorrem a maioria das contusões no futsal”, explicou Rafael.

INICIATIVA LOUVÁVEL

Na ótica do fisioterapeuta, a iniciativa do São Carlos Futsal buscar profissionais para oferecer atividades com o intuito de prevenir lesões nos atletas é louvável. “Trabalhei no São Carlos FC (futebol de campo) e vivi um trabalho reativo, ou seja, o atleta chegada lesionado e tinha que tratar para colocar em forma novamente. Porém recebemos (eu e o André) este convite como um desafio, pois todos os atletas estão sadios e nossa tarefa é justamente evitar contusões. Desta forma, nesta época de trabalho remoto fornecemos vídeos com exercícios preventivos. Mas quando os treinos presenciais retornarem, iremos implementar uma nova sistemática e antes do aquecimento, iremos trabalhar por 10 minutos com atividades que constam dos protocolos internacionais de prevenção de lesões. A partir daí os atletas serão liberados para o preparador físico”, adiantou Rafael.

TRABALHO INTENSO

Ao final de 2021, após o encerramento dos eventos esportivos, Rafael e André afirmaram que irão ter em mãos gráficos onde irão constar informações sobre possíveis lesões dos atletas do São Carlos Futsal em todas as categorias.

Em cima desses dados irão analisar quais contusões ocorreram, nas respectivas idades e em 2022, antes mesmo do início da temporada seguinte, idealizar um novo protocolo, com os modelos que deverão ser implementados e seguidos.

“O Departamento Fisioterapia teve aprovação junto ao Comitê de Ética Nacional para realização de estudos do desenvolvimento da preparação dos seus atletas, e estamos autorizado a realizar publicações de artigos científicos”, adiantou Rafael.

“No contexto geral a iniciativa do São Carlos Futsal é louvável e positiva. No nosso entendimento existe a perspectiva de diminuir o índice de lesões. Paralelamente isso fará as equipes terem mais qualidade e uma educação física ideal, já que o clube é basicamente voltado para as categorias de base”, finalizou Rafael.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias