Menu
quinta, 29 de julho de 2021
Com as atividades presenciais próximas

Fisiologista e preparadores físicos buscam colocar atletas do São Carlos Futsal aptos às atividades

Três profissionais trabalham intensamente, mesmo as atividades sendo remotas; além do condicionamento físico, evitar lesões

17 Jun 2021 - 07h20Por Marcos Escrivani
Perspectiva do retorno às atividades presenciais próximas, profissionais do São Carlos Futsal intensificam os trabalhos - Crédito: Marcos EscrivaniPerspectiva do retorno às atividades presenciais próximas, profissionais do São Carlos Futsal intensificam os trabalhos - Crédito: Marcos Escrivani

As atividades com os atletas ainda são remotas, devido à gravidade do momento em que se encontra a pandemia da Covid-19 em todo o Brasil. Mas três profissionais qualificados trabalham intensamente com os atletas que integram as equipes do São Carlos Futsal que se preparam para o retorno às atividades presenciais que devem ocorrer nas próximas semanas.

Em uma entrevista o fisiologista, Antônio César Viana, 44 anos

(graduado em Educação Física e especialistas na Fisiologia do Exercício e Biomecânica do Exercício, além Mestre em Atividade Física e Saúde e Doutorando em Educação – com pesquisas em fisiologia do exercício) e físico Klinsman Melo, 30 anos

(graduado em Educação Física, especialista em Performance de treinamento, preparação física esportiva e biomecânica funcional), relataram os trabalhos que realizam em todas as categorias (da base ao adulto) do clube no sentido de dar as condições ideais para o técnico Renato Natella, quando iniciar os treinos, possa realizar os treinos em alta intensidade. Integra a comissão técnica ainda, o também preparador físico Giovani Martins, 38 anos, formado desde 2005 e especialista em treinamento e musculação.

Antonio César (que tem experiência de 20 anos em esporte de rendimento) e Klinsman e Giovani iniciaram as atividades no clube em novembro de 2020.

Desde janeiro ambos realizam atividades remotas com todos os atletas e em uma entrevista, detalharam o trabalho que realizam no sentido de deixar todos os jogadores com condicionamento físico ideal e diminuir a possibilidade de lesões.

A ENTREVISTA

São Carlos Agora - Desde janeiro é feito trabalho remoto com os jogadores do São Carlos Futsal. Qual a importância da preparação física e da fisiologia mesmo sendo à distância?

Klinsman Melo e Antônio César Viana - A fisiologia introduz o controle dos volumes e intensidades dos treinos para a manutenção das valências físicas (força, resistência, velocidade, agilidade, coordenação, flexibilidade, mobilidade e equilíbrio) dos atletas, juntamente com a preparação física que aplica os melhores exercícios adaptados em casa para atender as recomendações da fisiologia na manutenção e melhoras destas valências físicas. Mesmo em casa, o acompanhamento remoto garante essa manutenção, com isso, temos menor prejuízo físico e emocional dos atletas. 

São Carlos Agora - Que tipo de atividade física é passada para cada atleta, respeitando a sua idade?

Klinsman e Antônio César - Não somente a idade. Algumas categorias estão em fase de transição (maturação), isso obrigatoriamente leva a analises de respostas fisiológicas, metabólicas, estrutural (musculoesquelético) de cada atleta. Mesmo em uma categoria, a diferenciação destes fatores, ai entra o Fisiologista.

O fisiologista entrega esses dados ao preparador físico, que adéqua individualmente as intensidades e volumes dos treinos tomando como base dados precisos e não no “achômetro”.

São Carlos Agora - Diariamente são feitos treinos? Quais atividades são as mais solicitadas?

Klinsman e Antônio César - Cada modalidade esportiva tem suas valências físicas de mais exigências, no caso do futsal: Flexibilidade; Força e potência; Resistência; Coordenação; Agilidade; Velocidade. Essas valências estão contempladas na periodização (preparação da temporada), ou seja, cada uma delas serão enfatizada em um determinado momento da preparação física. Sendo assim, o correto seria perguntarmos: “quais fases da preparação estão’’? Se a fase for de trabalho de força, as atividades aplicadas são de cunho a melhora da valência força. Pode ocorrer de trabalhar duas ou mais valências na mesma fase.

São Carlos Agora - Após os treinos, como o preparador físico e o fisiologista avaliam o desempenho de cada atleta? Se ocorre evolução física ou uma manutenção?

Klinsman e Antônio César - Duas avaliações são realizadas; Avaliações técnica e rendimento físico. A última é de prerrogativa do técnico. Quando se retém testes individuais da equipe, a avaliação de rendimento físico é quantificada numericamente. Obviamente não realizamos avaliações todos os dias, sendo assim, cada mudança de fase da periodização, e realizado testes que avaliam o resultado da valência física que foi trabalhada. Isso nos direciona nas próximas fases. 

São Carlos Agora - A princípio, as atividades presenciais estão previstas para recomeçar em semanas. Com a proximidade delas, existe treinos que visam preparar os atletas para esta nova etapa?

Klinsman e Antônio César - Infelizmente por conta de todo esse cenário, não há tempo hábil para uma preparação adequada, mas, nosso trabalho e fazer o melhor com o que temos, e é essa a filosofia da equipe do São Carlos Futsal.

São Carlos Agora - Quando de fato as atividades forem em academias e quadras. O que muda nos treinos para o preparador e fisiologista?

Klinsman e Antônio César - Na academia temos uma oferta de equipamentos que permite trabalhar algumas valências físicas com precisão, como é o caso de força e potência por exemplo. Isso muda completamente a eficiência da preparação física. Com relação à quadra, na preparação física temos um termo técnico “especificidade da modalidade”, Em quadra a preparação física busca realizar os exercícios o mais próximo da modalidade do futsal. Isso requer um profundo conhecimento por parte do preparador físico com a modalidade em questão (futsal).

São Carlos Agora - Durante esses meses, o trabalho dos dois profissionais foi ainda para prevenir possíveis lesões? Quais são as mais comuns?

Klinsman e Antônio César - As lesões que mais acomete o futsal são: tendinites, entorses, fraturas, distensão, contusão e luxação, nos segmentos do membro inferior.

Em sua estrutura operacional o São Carlos Futsal possui os departamentos de fisiologia, nutrição, técnico, fisioterapia, e administrativo. No que diz respeito a lesões, o departamento de fisiologia trabalha junto ao departamento de fisioterapia aplicando um “protocolo de prevenção de lesões dos atletas”, com o intuito de reduzir significativamente os traumas, invitando que estes evoluam para traumas crônicos. Estamos falando de um esporte de contato, onde lesões podem ocorrer, mas é certo afirmar que, quando a um controle de volume e intensidade de treinos, as lesões ocorridas por desgaste do atleta, são reduzidas consideravelmente. 

São Carlos Agora - Retornando os treinos presenciais, em quanto tempo os atletas estarão aptos a ter atividades com a bola?

Klinsman e Antônio César - Fisicamente os atletas já se encontram aptos a terem atividade com a bola, porém, essa é uma determinação do técnico.

São Carlos Agora - Considerações finais.

Klinsman e Antônio César - Entender que o Preparador físico aprofunda seus conhecimentos em desenvolver ferramentas (exercícios) para executar o indicado na periodização pelo fisiologista que por sua vez aprofunda seus conhecimentos em respostas das adaptações fisiológicas promovidas através dos estímulos dos exercícios específicos, traz ao futsal não somente a potencialização dos resultados, mas uma visão por parte do São Carlos Futsal em como será a organização gestora de uma equipe de futsal do futuro.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias