Menu
terça, 28 de setembro de 2021
Série B

Águia ‘cozinha’ o Sapo e traz 3 pontos de Mogi Mirim

Com um futebol eficiente e sólido, São Carlos vence fora de casa e retorna a vice-liderança do grupo 3

12 Set 2021 - 12h00Por Marcos Escrivani
Vitória colocou o São Carlos na segunda colocação do grupo 3 - Crédito: Divulgação/São Carlos FCVitória colocou o São Carlos na segunda colocação do grupo 3 - Crédito: Divulgação/São Carlos FC

Após duas derrotas consecutivas, o São Carlos fez as pazes com a vitória. A equipe orientada pelo técnico João Batista foi até Mogi Mirim na manhã deste domingo, 12, e bateu o Sapo pela contagem mínima, gol contra do lateral Lucas. A partida, válida pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Paulista da Série B, foi realizada no estádio Vail Chaves.

Com o resultado, o São Carlos somou 3 pontos e chegou aos 10 pontos ganhos e reassumiu a segunda colocação do grupo 3. Já o Mogi se complicou na tabela e estacionou com 4 pontos positivos.

O time são-carlense foi mais eficiente durante toda a partida. Com um futebol mais objetivo e com um esquema de jogo bem definido pelo técnico João Batista onde procurou ser eficiente nos contra-ataques, a Águia não teve mais volume de jogo, mais apresentou um futebol mais vistoso e com toque de bola envolvente, sempre foi mais perigoso que o adversário.

O 1 a 0 foi justo pelo que apresentaram as duas equipes.

Na quarta-feira, 15, as duas equipes estarão em ação. O Mogi encara o Rio Branco em Americana e o São Carlos recebe a visita da SE Itapirense no estádio municipal Professor Luís Augusto de Oliveira. Os jogos começam às 15h.

UMA EQUIPE SÓLIDA

O Mogi Mirim foi bem eficiente, criou boas oportunidades e chegou a ter o domínio da posse de bola. Mas a equipe do técnico João Batista apresentou um futebol mais sólido e consistente.

Com a posse de bola, foi perigosa e com jogadas rápidas e igualmente criou boas oportunidades de gol.

Desta forma, o jogo foi aberto com as duas equipes procurando o gol e o São Carlos foi mais eficiente já que, aos 17 minutos, em uma cobrança de escanteio feita pelo meia Higor, na tentativa de mandar a bola para a linha de fundo, o lateral Lucas desviou e jogou a bola contra o próprio gol.

Em vantagem no placar, o jogo ficou a caráter da Águia que foi mais equilibrada e lúcida. Poderia, inclusive “matar” a partida nos primeiros 45 minutos.

SÓ ADMINISTROU

Na etapa final o forte calor falou mais alto. Em busca do empate, o Mogi Mirim buscou com mais frequência o gol e apesar da iniciativa, o goleiro Fabrycio pouco trabalhou. O ataque do Sapo mostrava-se incompetente.

Por outro lado, a Águia com a vantagem no placar, com sabedoria soube administrar o resultado. As modificações feitas pelo técnico João Batista fez com que o time fosse mais perigoso nos contra-ataques.

Porém o resultado permaneceu e o time são-carlense conquistou três importantes pontos.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias