Menu
segunda, 19 de abril de 2021
Esportes

Águia abre 2 a 0 em Rio Preto, mas o cede empate

Após um primeiro tempo primoroso, São Carlos ‘dormiu’ na etapa final e por pouco não levou a virada

21 Fev 2018 - 20h58
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

O São Carlos fez dois tempos bem distintos na noite desta quarta-feira, 21, no estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto. Pela 11ª rodada da Série A3 do Campeonato Paulista, após abrir 2 a 0, cedeu o empate para o Rio Preto.

O time orientado pelo técnico Luiz Muller fez um primeiro tempo primoroso e mandou no jogo. Rapidamente abriu cômoda vantagem e deixou caracterizado que poderia conquistar os três pontos.

Mas o segundo tempo foi distinto. Sonolento, o São Carlos foi envolvido pelo Rio Preto que chegou ao empate em apenas 10 minutos. O goleiro César fez mais três difíceis defesas e contou com a sorte após ver a bola chocar-se contra sua trave esquerda.

O empate fez com que o São Carlos somasse mais um ponto e totaliza agora 18 pontos e neste sábado, 24, a partir das 11h, enfrenta o Noroeste de Bauru no estádio municipal Professor Luís Augusto de Oliveira.

PRIMEIRO TEMPO PERFEITO

Na etapa inicial, o São Carlos sofreu pouco com o Rio Preto. Soube neutralizar as principais jogadas de ataque e valorizando a posse de bola conseguiu dominar a partida e o goleiro Cesar não fez uma defesa sequer no primeiro tempo.

Já o São Carlos foi preciso. Com o meio campo tocando bem a bola, envolveu o adversário e aos 18 minutos em uma jogada individual, Maranhão se livrou da zaga e chutou forte para fazer 1 a 0.

Os jogadores do Rio Preto sentiram o gol e um minuto depois a zaga falhou e Gustavo Henrique aproveitou para ampliar.

Com a boa vantagem, o São Carlos recuou e o Rio Preto tentou a reação. Mas a equipe não conseguia impor o ritmo de jogo e foi amplamente dominado pela Águia.

SÓ DEU RIO PRETO

Nos minutos iniciais do segundo tempo, o São Carlos apresentava-se desligado e o Rio Preto foi para o abafa. Criou várias chances e logo aos 5 minutos, Édipo, de cabeça, diminuiu e a partida ganhou contornos emocionantes.

Foi a vez do São Carlos ficar atordoado e a pressão rio-pretense continuou e aos 10 minutos o castigo. Após falha da zaga, Maycon apareceu livre pela direita e chutou sem chances para César.

O sufoco permaneceu e o jogo pegou fogo. Com mais posse de bola, o Rio Preto utilizava a velocidade e os jogos pelas pontas para chegar ao gol são-carlense e por várias vezes teve a chance da virada.

Mas com muito esforço e contando com a sorte, o São Carlos conseguiu segurar o empate, após um segundo tempo sonolento.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias