terça, 24 de maio de 2022
Vôlei feminino

Agee/Atacadão inicia o sonho por uma vaga na Superliga

Time são-carlense estreia na noite desta sexta-feira na Superliga B e encara o Bluvolei em Santa Catarina

21 Jan 2022 - 07h48Por Marcos Escrivani
Milton Serra durante treino, orienta a equipe para a estreia na Superliga B - Crédito: Jonas BezerraMilton Serra durante treino, orienta a equipe para a estreia na Superliga B - Crédito: Jonas Bezerra

A partir das 19h desta sexta-feira, 21, no ginásio municipal de esportes Galegão, em Blumenau/SC, a equipe de vôlei feminino Agee/Atacadão São Carlos inicia a participação na Superliga B e encara o Bluvolei. A competição dará vagas ao campeão e vice, de ingressarem na Superliga A no segundo semestre deste ano.

Mais quatro partidas marcam a primeira rodada da competição que tem dez participantes. No Rio de Janeiro, o Sesc Flamengo encara o Sada; em São Caetano do Sul, o São Caetano pega o Sesi; já em Belo Horizonte, o Minas Náutico encara o Brusque e complementando o dia de jogos, em Osasco, o Bradesco terá Franca pela frente.

Sob o comando do experiente técnico Milton Serra, a equipe são-carlense entra esperançosa na Superliga B e a expectativa é muito grande. O treinados aguarda uma partida complicada e desde a sua estreia no comando do time, foram 23 treinos.

Neste período, durante as atividades, ele buscou ajustar o sistema defensivo do time para a estreia contra o Bluvolei. “Tentamos trabalhar algumas alternativas para fazer ajustes em função do adversário. Esperamos que no jogo se consiga produzir o que foi treinado”, esclareceu.

Em entrevista ao São Carlos Agora, Serra garantiu que o Agee/Atacadão entra com a meta de buscar um possível acesso a Superliga A, mas sempre respeitando os adversários e tentar colocar em prática o que cada atleta tem de melhor no mundo do vôlei.

A ENTREVISTA

São Carlos Agora - Após quase um mês de trabalhos, momento de estreia. Qual a expectativa para se encarar o Bluvolei?

Milton Serra - Tivemos 2 semanas e meia de treinos. Hoje, quarta-feira à tarde (19) será o treino 23. Jogo de estreia é sempre complicado, para ambas as equipes. Todo mundo partindo "sem histórico" na competição, as equipes provavelmente com poucas informações uma da outra.

SCA - Neste período, a equipe são-carlense tem um pouco do estilo de jogo do técnico?

Serra - Nos treinos tentamos ajustar algumas questões no Sistema Defensivo para ficarem mais alinhadas com a nossa maneira de ver o jogo. Tentamos trabalhar algumas alternativas para fazer ajustes em função do adversário. Esperamos que no jogo se consiga produzir o que foi treinado.

SCA - Estrear fora de casa, tira um pouco da pressão pela vitória? Ou isso não importa?

Serra - Atleta que não se auto pressiona pela busca de performance e de resultado não será um atleta vencedor. A questão é como cada atleta vai lidar com esta pressão, interna e externa. Mas que fique claro, "é sob pressão que o carvão vira diamante".

SCA - O time está pronto para buscar o resultado positivo. Há favorito nesta partida?

Serra - Nós sempre vamos respeitar nossos adversários. E a melhor maneira de respeitá-los é fazer sempre o nosso melhor. Lutar sempre pelo resultado positivo.

SCA - Conhece o adversário? O que as atletas de São Carlos terão que fazer para tentar surpreender as catarinenses?

Serra - Conheço algumas atletas sim. Estamos ainda definindo algumas estratégias para o jogo. Estamos treinando algumas alternativas. O que posso afirmar é que temos feito ajustes técnicos e acertos táticos visando melhorar nossa performance individual e coletiva. E posso também garantir que todas, atletas e CT, querem representar bem a cidade de São Carlos na Superliga B.

SUPERLIGA B

Ao todo, a Superliga B é formada por dez equipes que lutam por duas vagas à elite do vôlei nacional. Além da Agee e Bluvolei, disputam Brusque, Bradesco, São Caetano, Franca, Minas Náutico, Sada, Flamengo e Sesi.

A competição será em turno único e classificam-se às semifinais, as quatro primeiras colocadas na classificação geral.

Para a disputa, o elenco são-carlense é composto pelas levantadoras Duda, Marina e Renata; as ponteiras Gabi, Gabizinha e Lohayne; as centrais Amanda, Flávia, Leticya e Vivian; as opostas Bia e Sabrina e, as líberos Mariana e Killara.

Após a estreia, no dia 28 o Agee volta a jogar no mesmo horário em Bauru, quando encara o Sesi. Somente na terceira rodada, 4 de fevereiro, a equipe faz a sua estreia em casa diante do São Caetano. O confronto terá início às 19h30, no ginásio municipalde esportes José Eduardo Gregoracci, no Jardim Santa Felícia.

Leia Também

Últimas Notícias