Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Esportes

A3: Muller não quer misturar superstição com trabalho no São Carlos

Em 2011, ano do acesso da Águia a Série A2, Edson Vieira iniciou o campeonato, mas foi demitido e sucessor conseguiu atingir a meta

18 Fev 2018 - 09h17
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

Para os supersticiosos, um prato cheio mas, para os céticos, uma mera coincidência. Ou para aqueles que vivem o dia a dia, apenas um fato corriqueiro.

Entretanto, independentemente do jeito de ser de cada um, o São Carlos passa por um fato já ocorrido em 2011, quando conseguiu o acesso a Série A2 do Campeonato Paulista.

Naquele ano, o então presidente Julinho Bianchim contratou o técnico Edson Vieira para montar o time que iria iniciar a A3. Mas após quatro jogos (uma vitória, dois empates e uma derrota), acabou demitido. Para o seu lugar veio João Martins que fez uma bela campanha e levou a Águia para a segunda divisão do futebol paulista.

Em 2018, para os saudosos, um bom presságio. Desta vez o presidente Carlos Antunes foi buscar novamente Edson Vieira que em novembro, quando foi apresentado, prometeu um time cascudo, experiente na divisão e o acesso.

Contudo, com o início da A3, a equipe não vingou e apresentou bons e maus momentos. Após seis rodadas (duas vitórias, um empate e três derrotas), Vieira entrou o cargo e deixou o clube.

A diretoria agiu rápido e trouxe Luiz muller que em 2017 teve uma boa passagem pelo clube e por pouco não classificou a equipe para a segunda fase.

Desde que assumiu o time, Muller está invicto. Após quatro jogos, três vitórias em um empate. De 12 pontos disputados, conquistou 10.

Em entrevista ao São Carlos Agora Muller confessou que é supersticioso. Todavia considera este fato, uma coincidência.

"O acesso para a A2 virá com muito trabalho. Se fosse assim qualquer técnico que assumisse já estaria garantido e nem precisaria trabalhar", afirmou, em tom de brincadeira. "Para fazer valer a história de 2011 temos que fazer a coisa acontecer", resumiu.

DEZ PONTOS

A presença de Muller no comando da Águia fez a equipe dar uma arrancada na A3. Quando assumiu, o time estava com o sinal amarelo ligado e próximo a zona da degola. Após quatro rodadas, três vitórias e 10 pontos conquistados, figura na quinta colocação com 17 pontos.

"Vim para São Carlos para conquistar pontos, vitórias e tentar o acesso. Mas acreditava que no início o trabalho seria árduo, com tropeços", confessou. "Mas após campanha tão boa, a meta é ir sempre além", afirmou.

MAIS ATLETAS

Mas para conseguir manter o otimismo e boas perspectivas para buscar o acesso, Muller afirmou que é necessário que o clube contrate reforços, pois o plantel carece de opções nos seguidos compromissos da A3.

"Hoje temos 22 atletas, alguns lesionados. A direção me prometeu ao menos quatro reforços até o encerramento das inscrições e deve chegar ainda mais um zagueiro, um volante, um meia e um atacante. São indicações pontuais feitas por mim. Para deixar o grupo mais qualificado e competitivo. E os reforços que chegarem, estarão prontos para jogar", finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias