Menu
quinta, 15 de abril de 2021
Entretenimento

Palestra na UFSCar aborda relações entre Arte, Cultura e Política nos anos 60

05 Nov 2017 - 02h13Por Redação
Foto: Matheus Mazini Ramos/CCS/UFSCar - Foto: Matheus Mazini Ramos/CCS/UFSCar -

Para celebrar os 50 anos das primeiras manifestações identificadas com a estética da Tropicália, o programa de extensão "Música Popular: história, performance e ensino" da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está realizando o ciclo de debates "Tropicália: estética, história e atualidades", reunindo estudiosos da produção tropicalista com o intuito de compreender melhor o movimento tanto em seu contexto histórico quanto em suas articulações com a contemporaneidade.

O próximo encontro, no dia 7 de novembro (terça-feira), terá o tema "Tropicália: arte, cultura e política nos anos 60", com palestra de Celso Favaretto, docente aposentado da Universidade de São Paulo (USP), Mestre em Filosofia com dissertação sobre a Tropicália, Doutor - também em Filosofia - com tese sobre Hélio Oiticica e Livre-Docente em Educação com o trabalho "Moderno, Pós-Moderno, Contemporâneo: na educação e na arte". Na apresentação, Favaretto abordará o fato do tropicalismo ter inovado a música brasileira através da radicalização na canção de procedimentos experimentais de vanguarda, em circulação nas diversas áreas de produção artística, aliando o imperativo de modernidade e a necessidade de repropor a crítica política, isto é, responder de maneira renovada e singular à imposição de participação dos artistas nas questões políticas daquele tempo.

O encontro, gratuito e aberto a todas as pessoas interessadas, acontece a partir das 14 horas, no Anfiteatro da Reitoria, na área Sul do Campus São Carlos. O ciclo de debates é coordenado por Adelcio Camilo Machado, docente do Departamento de Artes e Comunicação (DAC), e tem o apoio da Pró-Reitoria de Extensão (ProEx).

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias