segunda, 04 de julho de 2022
Nas plataformas digitais

Grupo de música de São Carlos lança canção "Samba da Virada"

Música, composta por professor da UFSCar, fala de mudanças relacionadas à volta das atividades presenciais e atual situação política no Brasil e nas universidades

16 Jun 2022 - 08h09Por Redação
Música fala da volta das atividades presenciais e situação política - Crédito: DivulgaçãoMúsica fala da volta das atividades presenciais e situação política - Crédito: Divulgação

Um grupo de São Carlos transformou o sentimento do retorno às atividades presenciais em música, com o "Samba da Virada". A canção foi composta por Luiz Roberto Gomes, professor do Departamento de Educação (DEd) da UFSCar, com arranjo de vozes do músico André Oliveira. O lançamento nas plataformas digitais aconteceu no último dia 13 de junho (https://onerpm.link/922673568619). "A canção é um desejo e, ao mesmo tempo, um apelo à mudança, à virada, à necessidade de recomeçarmos, com mais cultura, educação, vida e amor. É tempo de mudança e as atividades presenciais potencializam os recomeços", explica Luiz Gomes.  "Esse período da pandemia tem gerado muitas angústias, sofrimentos, mas também criação e resiliências diversas", resume o professor. "A consciência crítica sobre esse tempo é fundamental, principalmente para pensarmos as possibilidades de futuro. A situação do Brasil é caótica, com cortes em investimentos públicos, especialmente na educação. A ideia é que possamos virar o jogo e potencializarmos o desenvolvimento cultural, social e econômico. A universidade pública é um patrimônio da sociedade brasileira e precisa ser preservada e valorizada", explica o compositor. A música está sendo lançada num contexto de cortes severos, anunciados recentemente pelo governo federal e que atingem diretamente as universidades públicas, inclusive a UFSCar (https://bit.ly/3QjcTDN).  Esta é a segunda canção lançada pelo professor da UFSCar relacionada aos tempos de mudança. A primeira foi "Esperançar", tema do centenário de nascimento do patrono da educação brasileira, Paulo Freire, em um seminário internacional promovido pelo DEd/UFSCar em setembro de 2021. "Essas composições resultaram de experiências formativas em que apontamos a necessidade da autonomia, da cidadania, da justiça social e, principalmente, da vida. Eu atuo na área de Filosofia da Educação e meus projetos de ensino, pesquisa e extensão estão voltados à formação humana, crítica e cidadã", ressalta o professor da UFSCar. Para o docente, a arte, especialmente a música, é vital para o processo de aprendizagem dos estudantes: "Sem arte não conseguiríamos viver plenamente. Precisamos de mais sensibilidade e da capacidade crítica de interpretação do mundo e de nós mesmos. A arte, em todas as suas manifestações, nos ajuda muito a viver e a ter uma outra dimensão do significado da vida".  O grupo O professor Luiz Gomes conta que a música "Samba de Virada" foi composta entre os meses de março e abril de 2022, "inicialmente apenas com o violão. Os arranjos, especialmente o de vozes, com a colaboração de André Oliveira, foram ganhando corpo e contribuíram muito na estética da música". A canção foi gravada em home studio e posteriormente mixada e masterizada pelo produtor musical Rosinei Silva, e contou com a participação e colaboração dos seguintes artistas: Luiz Gomes - violão de seis cordas e cavaquinho; Ari Maia - violão de sete cordas; Alan Ramos - percussão; André Oliveira - arranjo e regência das vozes; solo - Claudia Reyes e Luiz Gomes; coro de vozes femininas - Claudia Reyes, Selma Hebling e Renata Bechara; coro de vozes masculinas - Luiz Gomes e André Oliveira. A fotografia e arte gráfica da capa do single contou com a colaboração de Claudia Reyes.  "Os músicos participantes do projeto foram convidados e eles aceitaram prontamente", explica o compositor da canção. Ari Maia é professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp, campus de Bauru); Claudia Reyes, professora do Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas (DTPP) da UFSCar; André Oliveira, estudante do curso de música da UFSCar; Alan Ramos, aluno egresso do curso de música da UFSCar; Selma Hebling é egressa do curso de Biologia, com mestrado e doutorado pela UFSCar; e Renata Bechara é arquiteta formada pela Universidade de São Paulo (USP - São Carlos).  "Claudia, Selma e Renata integraram nos anos 1990 e 2000 o projeto de Extensão Madrigal, sob a regência de Lilian Zamorano Cury, na ocasião, docente da UFSCar. O André Oliveira e o Alan são profissionais da música. Eu, Ari, Cláudia, Selma e Renata somos amantes da música e gostamos de tocar e cantar juntos. O nosso objetivo é viver a música e levar um pouco da nossa arte para as pessoas que a apreciam", declara Luiz Gomes. A canção "Samba de Virada" está disponível em diversas plataformas de música (https://onerpm.link/922673568619). Confira a letra neste link (https://bit.ly/3txoXrd).

Leia Também

Últimas Notícias