Menu
quarta, 21 de outubro de 2020
Entretenimento

Exposição retrata culturas afro-brasileira e indígena

10 Nov 2009 - 19h56Por Redação São Carlos Agora
Em comemoração ao mês da Consciência Negra – “O Estatuto da Igualdade Racial é uma Vitória Nossa”, a Prefeitura de São Carlos promoveu na noite desta segunda-feira (9), no Centro Municipal de Cultura Afro-Brasileira “Odette dos Santos”, a abertura da exposição do artista plástico Elvis da Silva, que cumpre as determinações das leis 10.639/03 e 11.645/08, retratando a história e culturas afro-brasileiras e indígenas nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio.

Considerado um dos maiores acervos métricos pintados sobre Cultura Negra da América Latina por um artista individual vivo, a mostra que reúne 20 quadros, contou com a presença da coordenadora de Artes e Cultura da Prefeitura, Telma Olivieri, do chefe da Seção de Combate ao Racismo, Dener dos Santos Silveira e do público que foi conhecer as obras.

São vários quadros que utilizam a técnica criada por Elvis, um estudo feito sobre o trabalho do professor Israel Pedrosa, discípulo de Portinari falecido recentemente, que desenvolveu estudo sobre fenômenos cromáticos. “Lendo os livros do professor Pedrosa eu vi que ele deixou uma brecha para a gente colocar outras coisas e fiz um lançamento da Técnica de Observação no Escuro (TOE), e por isso um dos quadros que eu trouxe é do Carlos Gomes também afro-descendente que faz parte do acerto de cultura negra pintado com a TOE”, ressalta Silva.

A técnica, segundo o artista, necessita da utilização de um disco de mensuração ótica para fazer a mensuração do comprimento da onda e conseguir a cor complementar. Toda cor tem um contra cor e quando elas estão próximas, um amarelo e um azul ultramar, um verde inglês claro e um violeta, um laranja com azul celeste claro, são cores opostas que quando colocadas em uma determinada distância se valorizam e o nosso cérebro identifica mais cor do que realmente tem, criando o efeito de três dimensões (3D).

“A técnica não funciona para todos porque existem pessoas que têm maior sensibilidade, as mulheres e as crianças não têm o hormônio masculino que interfere na sensibilidade visual. Portanto, a TOE funciona melhor para as mulheres e crianças com vários efeitos que podem ser desde o efeito 3 D até a mudança de cor do quadro”, explica o artista.

Sobre o convite para expor no Centro de São Carlos, o artista diz que “São Carlos é uma cidade diferenciada pelas suas universidades e que começa a aparecer no cenário nacional porque incentiva e reconhece o trabalho dos artistas e ações voltadas para a Cultura e Educação”.

Histórico – Elvis da Silva é artista plástico, pintor, trabalha com diversas tintas ou pigmentos, acrílico, aquarela, óleo, nanquim e grafite. É o idealizador de uma técnica de pintura nova no mundo, unindo cada vez mais os laços da ciência e da arte, Técnica de Observação no Escuro (TOE), concebida em 2003 e lançada em 2007, em Campinas, que consiste em ativar ao máximo as células cones, grupo de células que estão localizadas no fundo da retina humana e são responsáveis pela interpretação da cor (através de mensuração óptica do pigmento opaco). A cor dos objetos e das coisas que vemos é combinada por três grupos de cones que captam estímulos e enviam ao cérebro através do nervo óptico, e há um tempo que cada imagem permanece existindo, até que vá sendo substituída por outra nova já que algumas cores ficam mais tempo registrados na retina humana e outras são mais fugazes. O artista já morou na Amazônia e retratou a cultura indígena em 200 obras, pintou 120 quadros sobre a cidade de Campinas e uma boa metragem de quadros da Cultura Negra, seu principal foco de trabalho.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias