Menu
terça, 11 de agosto de 2020
Mercado de trabalho

Mesmo com ligeira melhora, São Carlos ainda registra saldo negativo de empregos

A cidade anotou saldo negativo de 699 postos em maio. Apesar disso, os números são melhores que abril

07 Jul 2020 - 16h48Por Redação São Carlos Agora
Números do Caged mostram São Carlos com saldo negativo em maio - Crédito: Divulgação/PMSCNúmeros do Caged mostram São Carlos com saldo negativo em maio - Crédito: Divulgação/PMSC

A crise econômica provocada pelo novo coronavírus segue a refletir na geração de vagas no mercado de trabalho. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, no acumulado do ano, São Carlos registrou um saldo negativo de 1.627 postos de trabalho. Foram 9.493 contratações e 11.120 desligamentos.

Em especial maio, São Carlos apresentou 920 contratações; em contrapartida, demitiu 1.619 trabalhadores, o que representa um saldo negativo em 699 postos.

Mesmo com os números negativos, eles são melhores que os registrados em abril. No quarto mês de 2020, o saldo estava negativo em 1.277 postos, com 2.158 demissões e 881 contratações.

Reflexos

Os números desalentadores do mercado de trabalho refletem nos pedidos de seguro desemprego. Estudo publicado pelo Núcleo de Economia da Associação Comercial e Industrial de São Carlos (Acisc), com base em dados do Ministério da Economia, mostra que o mês de maio atingiu o pico de solicitações de seguro desemprego, com 1.395 pedidos.

A título de comparação, os meses de janeiro e fevereiro anotaram, respectivamente, 937 e 789 pedidos. Março, quando foram registrados os primeiros casos no final do mês, apontou 862 pedidos do benefício e abril saltou para 984. A primeira quinzena de junho apontou para 528 solicitações do seguro desemprego.

Os dados da Junta Comercial do Estado de São Paulo apresentam 34.166 empresas ativas em São Carlos, logo Núcleo de Economia da Acisc, coordenado pelo economista Elton Casagrande, conclui: “Considerada a permanência do número de firmas com registro na Junta Comercial, uma vez assegurado um menor nível de contágio, poderá ocorrer em breve uma redução do número de pedidos de seguro de desemprego”.

No Brasil

No Brasil, foram fechados 331.901 postos de trabalho, segundo o Caged. Os dados são do mês de maio.

Na análise, o órgão do Ministério da Economia pondera. Houve melhora do emprego formal na comparação com o mês de abril, quando foram fechados 860,5 mil postos. De janeiro a maio, a redução de vagas passou de 1,1 milhão.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias