Menu
terça, 12 de novembro de 2019
Empregos

Dia D: Casa do Trabalhador ofereceu 35 vagas para pessoas com deficiência

27 Set 2019 - 20h14
Dia D: Casa do Trabalhador ofereceu 35 vagas para pessoas com deficiência -

A Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda, em parceria com a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, a Gerência Regional do Trabalho de São Carlos e o INSS, promoveu durante toda a sexta-feira (27/9), na Casa do Trabalhador, o “Dia da Inclusão Social e Profissional das Pessoas com Deficiência e Beneficiários Reabilitados do INSS”, o Dia D.

A ação ofereceu 35 vagas de emprego para esse público. Foram realizados 168 atendimentos e encaminhadas 39 pessoas com deficiência para processo seletivo.

Entre os cargos, houve oferta de vagas para atendente de lanchonete, atendente de pedágio, atendente de restaurante, auxiliar administrativo, auxiliar de cozinha, auxiliar de limpeza, auxiliar de TI, operador de telemarketing ativo e receptivo, repositor em supermercados e vendedor interno.

O atendimento do Dia D teve o objetivo de fortalecer as políticas de empregabilidade aproximando empresas e trabalhadores com deficiência e principalmente, promover a inclusão das pessoas com deficiência e dos beneficiários reabilitados pela previdência social no mercado de trabalho.

A programação do Dia D em São Carlos teve também a palestra “Processo Digital: Requerimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e suas Regras”, ministrada por Elizangela Lelis da Cunha, analista do Seguro Social da Previdência Social (INSS).

Elizangela Lelis da Cunha, analista do Seguro Social da Previdência Social (INSS), explicou o novo fluxo do processo eletrônico, como fazer para requerer os benefícios e quais são as regras em vigor na Legislação para solicitação do Benefício de Prestação Continuada (BPC) para o idoso e para as pessoas com deficiência.

“Um dia importante para divulgarmos esse benefício. Com o INSS Digital o requerimento já é online não é mais presencial, a solicitação já é o protocolo, o requerimento remoto, não precisa mais ir à agência para protocolar e levar a documentação que só será levado posteriormente quando iniciar a concessão, a análise do requerimento, é neste momento que será agendado o serviço de cumprimento de exigência para levar os documentos originais na agência para seguimento do fluxo de análise”, orientou. 

Para o cadeirante, Alexandre Moreira de Sousa, que participou do Dia D “a ação é muito importante para nós deficientes, estou amputado há 90 dias, desempregado e graças a Casa do Trabalhador tenho uma oportunidade para conseguir um emprego”.

O secretário municipal de Trabalho, Emprego e Renda, Walcinyr Bragatto, explicou que a inclusão de pessoas com deficiência é buscada diariamente. “Nós trabalhamos a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho durante todo o ano. Sempre mantemos vagas e oportunidades para as pessoas poderem ir para o trabalho através da Casa do Trabalhador, mas o Dia D é o momento que nós trazemos as empresas para dentro da Secretaria para fazer as entrevistas, o atendimento exclusivo para as pessoas com deficiência. Então, é um dia para trabalharmos também a conscientização da população sobre a importância de incluir as pessoas com mais agilidade no mercado de trabalho”, ressaltou.

José Paulo Gomes, secretário municipal da Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, destaca que o trabalho é feito com ênfase na formação e preparação das pessoas com deficiência para o mercado de trabalho. “Temos inúmeras vagas que não são preenchidas porque é considerado que o pessoal não tem formação e capacitação para assumir as vagas. Então, o nosso trabalho é forte para prepará-los, mesmo intuito que a Casa do Trabalhador. Um dia importante porque os empregadores estão presentes oferecendo vagas e ajudando para que as pessoas com deficiência possam se tornar cidadãos dignos, com trabalho e possibilidade de serem independentes”, frisou.

A Gerente Regional do Trabalho, Dra. Consuelo Lima considera a iniciativa muito importante “não só para o poder público, mas também para as pessoas e para o município como um todo. Nós precisamos abrir nossos olhares, nossos postos de trabalho, nossas vidas para as pessoas que tem deficiência e que tem mais dificuldade de acessar o mercado de trabalho. Então, essa é uma campanha de cunho social e nacional porque tem benefícios em todos os níveis para todas as pessoas e toda a sociedade”.

Para Nice Pereira, analista de RH do Atacadão, o Dia D “é importante diante da inclusão mesmo, oportunidade das empresas mostrarem que também estão preocupadas com a inclusão dessas pessoas e dar oportunidades para elas trabalharem, voltarem a ter círculo social e o emprego que gera renda. A empresa não visa apenas o preenchimento de cotas e sim promover a inclusão independente do número de cotas”.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias