Menu
domingo, 07 de março de 2021
Eleições 2016

ELEIÇÕES 2016: Equilíbrio orçamentário-financeiro de São Carlos com um projeto de gestão eficiente é a meta de Netto Donato

20 Set 2016 - 05h31
0 - 0 -

Foto: DivulgaçãoO São Carlos Agora encerra nesta terça-feira, 20, a série de entrevistas realizadas com os candidatos a prefeito de São Carlos. O último a responder as 17 perguntas elaboradas pelo portal, foi Netto Donato, que concorre ao cargo de chefe de Executivo pelo PMDB.

Aos 35 anos, Netto afirma que é a "renovação na política são-carlense" e que tem como "prioridade zero", "restabelecer o equilíbrio orçamentário-financeiro de São Carlos com um projeto de gestão eficiente com a busca por recursos para projetos de investimentos, com uma fiscalização e controle sérios das contas públicas".

Com mestrado em Gestão e Políticas Públicas, Netto diz que tem como foco modernizar o serviço público municipal, acompanhamento de projetos, fiscalização de ações e execução de programas públicos.

FICHA

Nome completo: Antônio Donato Netto - Netto Donato

Idade: 35 anos

Formação profissional: Advogado com especialização em Direito Público, com mestrado em Gestão e Políticas Públicas pela FGV em fase final.

Partido: PMDB

Coligação: A Mudança que Você Quer - PMDB/DEM

Candidato a vice: Diana Cury

Chapa com quantos vereadores: 30 candidatos a vereador pelo PMDB e 19 candidatos a vereador pelo DEM

ENTREVISTA

São Carlos Agora - Quais são as prioridades de sua plataforma eleitoral?

Antônio Donato Netto - A prioridade número zero do meu governo é restabelecer o equilíbrio orçamentário-financeiro de São Carlos com um projeto de gestão eficiente com a busca por recursos para projetos de investimentos, com uma fiscalização e controle sérios das contas públicas.

Também é prioridade modernizar o serviço público municipal, com a instalação de sistemas informatizados e interligados para que se tenha uma gestão adequada com planejamento, acompanhamento dos projetos, fiscalização das ações e execução dos programas públicos. Essa informatização da Prefeitura vai refletir no atendimento à saúde com a implantação do prontuário online e também o agendamento de consultas e exames via Internet ou por telefone. Vai dar agilidade na educação com realização de matrículas pela internet e Boletim do Aluno online e vai ajudar também na fiscalização da aplicação de recursos públicos por toda a população.

Além da informatização, pretendemos nos primeiros 100 dias de governo implantaro projeto Bairro Colaborativo no qual toda a equipe de governo vai discutir com os moradores as ações para os próximos quatro anos da administração, estabelecendo de maneira democrática, investimentos anuais e prioridades imediatas, levando em conta as demandas de cada região da cidade.

SCA - Na segurança pública qual a meta do seu governo?

Netto Donato - Apesar de muitos acharem que segurança pública é responsabilidade do Governo do Estado, o prefeito tem responsabilidade porque pode atuar de maneira efetiva na segurança primária. O que é segurança primária? É limpeza pública contínua para a redução de mato em terrenos, calçadas e praças públicas e também a iluminação pública. Além disso, no nosso plano de governo vamos criar o PAS - Pronto Atendimento de Segurança,uma central única para atender a população que integra serviços públicos, guarda municipal, agentes de trânsito, conselho tutelar e defesa civil.  O objetivo é facilitar o auxílio ao cidadão e contribuir com bombeiros, policia militar e civil para a redução da criminalidade. O PAS terá um único número de telefone e através dele, qualquer pessoa da população, de maneira anônima, pode informar os locais onde haja mato alto como também crianças vitimas de violência e sob grande vulnerabilidade. A informação recebida será encaminhada para o órgão competente.

Também na segurança iremos ampliar o número de câmeras de vigilância nos acessos aos bairros com a instalação de monitoramento urbano na Guarda Municipal que vai trabalhar em parceria com os Bombeiros e as Polícias Civil e Militar.

SCA - Na educação o investimento de recursos será maior ou seguirá a mesma política dos governos do Estado e da União?

Netto Donato - O estabelecido pela Constituição Federal é que o Município invista, no mínimo, 25% da arrecadação em educação, mas nada impede que este índice seja maior, inclusive porque São Carlos já teve, em anos passados, investimentos que superaram o estabelecido pela Constituição. Além disso, no Plano Nacional de Educação - PNE, aprovado em junho de 2014, ficou estabelecido também na meta 20 que é necessário ampliar o investimento público em educação pública de forma a atingir 7% do PIB até o quinto ano de vigência do plano, em 2019 e chegar em 10%, em 2023. A proposta, portanto, é atender as determinações legais e, quando possível, superá-las porque acreditamos que investir em educação é cuidar do futuro da cidade.

SCA - São Carlos tem hoje problemas com infraestrutura. Ruas esburacadas e bairros sem asfalto. O que pretende realizar nos próximos quatro anos?

Netto Donato - Vamos implantar o Melhor Via, um programa de manutenção e melhoria do asfalto e vias, com atendimento moderno para tapa-buracos, mapeamento e planejamento para recuperação da malha viária com prioridades baseadas em estudo técnico. Além disso, será feita a fiscalização da instalação do asfalto por equipe de especialista para atestar a qualidade do material utilizado, para dessa foram estabelecer prazos definidos para a manutenção da pavimentação contínua.

SCA - A questão pública de fornecimento de água não agrada. Tarifas consideradas elevadas para um serviço tido como deficiente. Qual a meta da administração?

Netto Donato - A proposta para o SAAE é modernizar o sistema de captação e fornecimento de água. Para isso vamos buscar recursos junto aos Governos Federal e Estadual por meio de apresentação de projetos de saneamento básico que visem a interligação dos 28 poços profundos que existem na cidade, de forma que quando um deles tenha algum tipo de interrupção, a interligação entre eles faça com que a população não sofra com a falta de abastecimento.

SCA - Ainda sobre o problema de fornecimento de água, São Carlos sofre com vazamentos de água em praticamente todos os bairros, bem como esgoto que não comporta a demanda. Há um plano para que isso seja minimizado?

Netto Donato - Sim, na conversa que estamos realizando com especialistas formos alertados sobre isso e, também em nossas caminhadas pelos bairros da cidade comprovamos o problema. Realmente existem muitos vazamentos na cidade. Iremos trabalhar para recompor e modernizar o sistema de encanamento da cidade através de canais de comunicação entre a prefeitura e população e, assim que solicitado ao SAAE,a autarquia irá tomar as providências necessárias para resolver os problemas que aparecem. Paralelo a isso iremos consultar os especialistas que temos dentro do SAAE e nas Universidades para traçar alternativas para modernizar e substituir o encanamento da cidade. Este não é uma tarefa fácil, visto que pode causar transtornos à população devido ao fechamento de ruas e desabastecimento. Além disso, este estudo se faz necessário, pois existem trechos na cidade com diâmetros diferentes de encanamentos e a substituição deles deve ser planejada.                        

SCA - O esporte em São Carlos estádecadente nos últimos 20 anos. Não há escolinhas de esporte em todas as modalidades e muito menos equipes de alto rendimento. Qual será o investimento nesta área?

Netto Donato - No nosso plano de governo o incentivo ao esporte em várias modalidades tem espaço garantido. Vamos implantar o programa de incentivo ao esporte na rede municipal, com a realização de festivais entre escolas e a participação de educadores físicos. Vamos também estimular a organização de torneios nos bairros através de parcerias com as associações das respectivas regiões. É fundamental também criar um campeonato anual de Futebol Amador, com inscrição de times e a premiação dos vencedores com transmissão pela TV Educativa. Queremos também implantar o programa de qualificação do jovem atleta, com assessoria esportiva, acompanhamento médico e de educadores físicos, sem interferência nacontinuidade de estudos. Enfim, essas são algumas das nossas propostas para estimular crianças, adolescentes, jovens e adultos a prática de esportes. Sabemos que o esporte pode ser um meio bastante positivo para ocupar o tempo dos jovens e transformar sua vida, por isso a coligação A Mudança que você quer vai dar total apoio as iniciativas de entidades sociais bem como desenvolver nos espaços públicos atividades de incentivo ao esporte.

SCA - Ginásios, estádios, campos e pistas de atletismo municipais estão sem conservação adequada. Haverá reformas ou construção de novas praças?

Netto Donato - Sim, vamos readequar e modernizar o Ginásio Municipal de Esporte "Milton Olaio Filho" com a realização de grandes eventos esportivos e também outros de incentivo ao esporte amador. Também vamos melhorar o Centro Esportivo da FESC com ampliação e incentivo do uso da piscina aquecida pela população. Além disso, a população merece que seja feita uma melhora na infraestrutura do Centro Olímpico, em especial na pista de atletismo, com projetos de estímulo ao esporte. Vamos criar também o Centro Esportivo do Santa Felícia e construir mais de dois campos de futebol na cidade. Outra proposta é a reativação e manutenção com programas esportivos de natação na piscina semiolímpica do Centro da Juventude da Cidade Aracy.

SCA - Há carência de moradias populares. A sua administração tem ciência? Têm plano para dar oportunidade as pessoas de terem sua moradia?

Netto Donato - Sabemos que hoje há carência de moradias populares em São Carlos por volta de 4 mil famílias. Ao município compete fazer o planejamento de moradias de interesse social e, também para famílias de baixa renda. A viabilização deste tipo de habitação só é possível por meio de convênios com os governos Estadual e Federal.

Nossa meta é buscar recursos junto aos governos e para isso teremos uma equipe especializada que tenha conhecimento sobre como e onde buscar estes recursos e quais são as necessidades de infraestrutura para construir um novo bairro. Não basta construir casa. Temos que construir junto com o bairro, escola, posto de saúde, verificar quais alterações no transporte público que possa atender a nova demanda, enfim, é preciso ter planejamento e preocupação com as pessoas.

 

SCA - O transporte público passa por transição. Como a sua administração irá encarar tal problema no sentido de dar transporte digno a população são-carlense?

Netto Donato - Quem usa ônibus sabe a bagunça que está o transporte público. Nós precisamos mudar o sistema do transporte público aqui em São Carlos. O que precisamos fazer é um estudo para saber onde a população mais usa transporte público e, a partir desse levantamento distribuir melhor os veículos e garantir um tempo de espera do usuário, de quinze a vinte minutos, no máximo. Além disso,temos que dividir a cidade em setores que irão levar a população para os Terminais de Ônibus onde será feita a transferência para os outros setores da cidade. Isso é modernizar a estrutura do transporte público de São Carlos. Criar novos pontos de ônibus. São Carlos, infelizmente, tem um pau ainda para sinalizar os pontos de ônibus.

Quanto ao processo de licitação, sabemos que houve uma demora da administração que sabia desde 2013 que precisava ser feito um novo processo licitatório e não fez. Eu não concordo que a nova licitação seja feita agora, porque está sendo feita sem um estudo prévio e, isso pode refletir na qualidade do transporte público nos próximos dez, quinze, vinte anos. Por isso, se for eleito, vou reavaliar o processo de licitação para garantir a melhoria do serviço prestado pela empresa concessionária do transporte coletivo em São Carlos. 

SCA - O trânsito em São Carlos é caótico, principalmente nos horários de pico. Há planejamento para solucionar tal problema?

Netto Donato - Para planejar quais serão as soluções para o trânsito em São Carlos uma ação prioritária é realizar a Conferência Municipal de Mobilidade Urbana, Trânsito e Transporte Público em parceria com as universidades públicas UFSCar, USP e, também a UNICEP, o Centro Universitário da cidade em que especialistas na área e população terão a chance de estabelecer metas para buscar, em uma construção conjunta, soluções que visem à melhoria da mobilidade em São Carlos.

Também através de parcerias com as instituições e os respectivos especialistas vamos realizar estudos técnicos de engenharia de tráfego para planejar e executar obras que favoreçam o aumento da fluidez nas vias da cidade. Para tanto, uma das nossas propostas é construir a avenida que liga a Rotatória da Educativa até a Avenida Capitão Luiz Brandão e consolidar a continuação da marginal do Tijuco Preto, respeitando as Áreas de Preservação Permanente - APPs e Áreas de Preservação Ambiental - APAs, com a ampliação de Onda Verde para sincronização das vias e criação de corredores com semáforos inteligentes.

Outra proposta da nossa coligação é a construção da nova Rodoviária à beira da Washington Luís, para aumento de linhas e diminuição do tráfego de ônibus intermunicipal nas vias urbanas. Na atual rodoviária, a ideia é criar oTerminal de Integração Norte com a implantação de espaço para abrigar um centro comercial e feira de economia solidária. Essas são algumas das nossas propostas.

SCA - Quanto às enchentes na baixada do Mercado Municipal e em áreas consideradas de risco. Qual a proposta da nova administração?

Netto Donato - Temos que realizar obras para combate a enchentes no centro da cidade que vão da construção de lagos de contenção no córrego do Lazarini e no parque da Vila Nery atéa construção dos piscinões de água pluvial com a instalação de Telemetria por acionamento para a liberação da água represada. Além dessas propostas teremos que ampliar a passagem do córrego do Monjolinho sob a linha férrea na rotatória do Cristo.

SCA - Existem problemas na rede municipal de ensino quanto a falta de professores e de vagas. São Carlos terá mais EMEIs eCEMEIs?

Netto Donato - Antes de propor a construção de mais unidades de Escolas Municipais de Educação Infantil - EMEI e os Centros Municipais de Educação Infantil é preciso conhecer a atual situação da educação em São Carlos. Por exemplo, nós sabemos que existem muitos professores contratados em processo seletivo que não são efetivados, porque a Prefeitura não pode contratar, já que não consegue ter espaço dentro da máquina pública para ampliar o número de pessoal, pois hoje o gasto com folha de pagamento municipal já ultrapassou o limite prudencial, ou seja, a Prefeitura gasta mais do que o recomendado compagamento de pessoal e, isso é um grave impedimento. Como resolver? Equilibrando a gestão financeira do município.  Isso é algo sério e que nós precisamos e temos condições de regularizar. Não é do dia para a noite, mas com muito trabalho e com pessoas que saibam o que estão fazendo.Não adianta colocar qualquer pessoa para administrar São Carlos.

Na área da educação, nós temos dois projetos. Um deles é a Educação Integral. Hoje nós não podemos mais pensar na educação como o ensino da Matemática, do Português ede Ciências. Nós precisamos pensar no integral, na pessoa, no ser humano. Então, por isso, vamos implantar de maneira gradativa, inicialmente com projetos pilotos, por exemplo, na região da grande Cidade Aracy, uma escola com educação integral, na qual no contra turno haverá uma equipe multidisciplinar olhando a parte psicológica da criança,além de assistente social, e profissionais oferecendo atividades no esporte, nas artes, na cultura e no lazer.

Outra proposta na área da educação tem a ver com a atualização de profissionais da Educação e também de todas as áreas a partir da criação da Universidade Aberta do Servidor. A proposta é oferecer cursos de curta, média e longa durações para servidores municipais e trabalhadores de São Carlos de forma a qualificar a mão de obra e valorizar os servidores municipais. Esses cursos serão oferecidos em parceria com instituições como SESI, SENAI, ETEC, FATEC e também com aUFSCar, USP e UNICEP.

SCA - Hoje, a classe política de uma forma geral está em baixa no País. O que você pretende fazer para trazer novamente a confiança junto à população?

Netto Donato - Temos que implantar um jeito novo de fazer política na cidade de São Carlos. Eu tenho estudado para isso há mais de quinze anos. Eu terminei a faculdade e fiz especialização em Direito Público em 2006. Em 2007, entrei para trabalhar, na prática, no setor público. Isso faz quase dez anos. Fui me aprimorando com o tempo e estou terminando o mestrado na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, em Gestão e Políticas Públicas e, é com essa troca de ideia durante os cursos e no dia a dia do serviço público, que nós percebemos que São Carlos tem um potencial enorme e eu não poderia ficar sentado, vendo da minha casa São Carlos não crescer. É a São Carlos do meu filho, é a São Carlos do Netto, é a São Carlos de todos nós. Eu vejo que existe solução para São Carlos, mas a solução precisa ser correta, com uma nova visão e com capacidade e competência para governar nossa cidade. Acredito que mostrar esse novo jeito de fazer política com eficiência, transparência e ética vai fazer a população voltar a confiar nos políticos que mereçam esse crédito.

SCA - A população terá canal aberto junto a Administração Pública? Para reivindicar e dar sugestões?

Netto Donato - Sim. Estamos realizando conversas com especialistas emdiversas áreas para estruturar a melhor maneira de tornar a prefeitura um órgão acessível. Além do Bairro Colaborativo que será o momento da prefeitura ir até os bairros para ouvir e entender as demandas das pessoasqueremos melhorar, através de treinamentos e cursos, o atendimento por telefone e presencial e, também, viabilizar maneiras em que no próprio site da prefeitura haja canais de comunicação entre os órgãos municipais e cidadãos. Outra possibilidade seria aproveitar o nosso Projeto de Incentivo ao Empreendedorismo e lançar um concurso para o desenvolvimento de aplicativos para que a prefeitura receba as demandas, sugestões e críticas. A ideia é melhorar os canais de atendimento via telefone e buscar viabilizar projetos com outras tecnologias para aproximar a Prefeitura do que a população tem a dizer.

SCA - O país passa por grave crise econômica. Como fará para resolver a questão da falta de trabalho em São Carlos? Novas empresas são a solução?

Netto Donato - A cidade de São Carlos tem um potencial enorme para empreender. Nós precisamos ampliar os nossos relacionamentos. Atrair novas empresas e para isso precisamos investir em qualificação de mão de obra através da ampliação do número de cursos profissionalizantes oferecidos pela FESC em parcerias com o SESI, SENAI, universidades e outras instituições como a Embrapa. E para facilitar a vida dos autônomos e de pessoas que buscam prestadores de serviços, vamos criar o Balcão de Serviços em que os trabalhadores autônomos como pedreiro, marceneiro, pintor podem se cadastrar e as pessoas interessadas em buscar esses serviços terão acesso a essas informações quando precisarem. Também vamos aprimorar o Balcão de Empregos com a realização de cursos de capacitação para o trabalhador cadastrado.

SCA - Cargos comissionados e/ou de confiança. A sua administração é contra ou a favor? Como será tratado esta questão durante seu mandato?

Netto Donato - Eu não sou contra o cargo comissionado. Eu sou contra a contratação de pessoas para cargos comissionados quando existem na Prefeitura, servidores municipais qualificados que podem seguramente exercer funções que garantam o bom andamento da coisa pública. Então eu vou valorizar o servidor municipal de carreira e vou também incentivar a atualização desses servidores através dos cursos oferecidos na Universidade Aberta do Servidor. Além disso, temos que garantir melhores condições de trabalho. Esse é o jeito novo de administrar São Carlos e gostaria de pedir o seu voto para ter a oportunidade de mostrar para a população que é possível fazer uma São Carlos bem melhor para se viver.

comments powered by Disqus