domingo, 23 de junho de 2024
Deu calote

Guia de turismo é acusado de desaparecer e não reembolsar cliente

Professora 29 anos tenta reembolso desde o final de 2023, mas acusado não responde aos seus chamados

17 Mai 2024 - 10h13Por Marcos Escrivani
Guia de turismo é acusado de desaparecer e não reembolsar cliente - Crédito: Arquivo/São Carlos Agora Crédito: Arquivo/São Carlos Agora

Uma professora de 29 anos prestou queixa-crime nesta quinta-feira, 16, na CPJ, alegando que teria sofrido calote de um guia de turismo e que desde o ano passado tenta o reembolso de uma viagem que iria fazer. Garante que o acusado “sumiu” e não responde aos seus chamados. Seu prejuízo seria de R$ 185.

No BO a vítima disse que no dia 13 de maio de 2023 teria combinado uma viagem a Campos do Jordão. Na data inicial não deu certo e foi adiada por duas vezes, mas na segunda oportunidade, por não pôde ir, então ficou combinado com o agenciador que ela seria feita este ano.

Porém, ao acompanhar notícias pela imprensa de viagens canceladas em cima da hora para o Ano Novo e que os clientes não estariam sendo reembolsados, teria entrado em contato com o acusado no dia 2 de novembro e ele teria enviado áudios afirmando que a empresa faliu, que estaria com problemas de saúde e não poderia reembolsar naquele momento e que entraria em contato, o que não aconteceu.

Disse ainda a professora que seus contatos foram ignorados e que o agenciador teria sumido em todas as redes sociais.

Leia Também

Últimas Notícias