quinta, 11 de agosto de 2022
Coronavírus

Todas as unidades de saúde passam a atender casos de síndrome gripal e realizar a testagem a partir desta quarta-feira

25 Jul 2022 - 18h34Por Redação São Carlos Agora
Criança recebe vacina - Crédito: divulgaçãoCriança recebe vacina - Crédito: divulgação

A Secretaria de Saúde, por meio do Departamento de Gestão e Cuidado Ambulatorial (DGCA), informa que a partir desta quarta-feira (27/07), os pacientes com quadro de Síndrome Gripal poderão procurar atendimento para avaliação e testagem em qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) ou Unidades de Saúde da Família (UFS’s). O horário de atendimento será das 9h às 15h.

Portanto o posto do SAAE localizado na rua Francisco Possa, Nº 1.450, próximo à sede da Guarda Municipal, no bairro Santa Felícia, local onde está sendo realizado o atendimento e testagem da COVID-19 das 7h30 às 16h30, somente funcionará nesta terça-feira (26/07), sendo desativado na sequência.
A vacinação contra a COVID-19 também continua sendo realizada de segunda a sexta-feira em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e Unidades da Família da Saúde (USF’s). O horário da vacinação é das 8h às 16h.

“A vacinação contra a COVID-19 em crianças e adolescentes é fundamental porque com as diversas mutações, todos estão suscetíveis a infecção. É de extrema importância a vacinação desse público, a fim de protegê-lo das formas graves e também proteger as famílias, amigos e comunidade escolar, principalmente agora com o retorno das aulas”, defende Crislaine Mestre, diretora de Vigilância em Saúde.

FALTOSOS - O Departamento de Vigilância em Saúde informa que de acordo com o relatório analítico de faltosos do Vacivida, a cidade contabiliza nesta segunda-feira (25/07), 9.776 pessoas sem a segunda dose da vacina contra a COVID-19, sendo 3.321 (5 a 11 anos), 1.254 (12 a 17 anos), 1.707 (20 a 29 anos) e 1.250 (30 a 39 anos). 47.367 pessoas deixaram de tomar a dose adicional (terceira dose), sendo 13.494 (20 a 29 anos), 11.629 (30 a 39 anos) e 8.962 (40 a 49 anos). 71% (34.085) dos faltosos de dose adicional estão na faixa etária de 20 a 49 anos.

Leia Também

Últimas Notícias