Menu
quinta, 29 de julho de 2021
Coronavírus

São Carlos descarta lockdown, mas deverá adotar medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid

Medidas aprovadas pelo Comitê Emergencial serão apresentadas nesta sexta-feira ao prefeito Airton Garcia

17 Jun 2021 - 19h33Por Redação São Carlos Agora
São Carlos descarta lockdown, mas deverá adotar medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid - Crédito: divulgação Crédito: divulgação

Os membros do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus de São Carlos se reuniram na tarde desta quinta-feira (17/06), de forma virtual, para analisar novas medidas temporárias de prevenção à disseminação da COVID-19.

As medidas aprovadas pelo Comitê e que serão apresentadas nesta sexta-feira (18/06) ao prefeito Airton Garcia são as seguintes: redução no horário de atendimento presencial de forma gradativa no setor de serviços e realização de barreiras educativas com orientações epidemiológicas nas entradas da cidade de forma alternada.

A redução no horário de atendimento presencial nos mercados, supermercados (varejistas e atacadista), bem como de atividades ligadas ao setor de serviços como restaurantes e similares (lanchonetes, casas de sucos, bares com função de restaurante, lojas de conveniência) passaria para às 20h a partir da próxima segunda-feira. A capacidade máxima de ocupação nos estabelecimentos liberados é de 40%, podendo diminuir gradativamente. Após as 20h esse segmento somente poderá atender os clientes pelo sistema delivery ou drive-thru. O toque de recolher passa das 20h às 05h.

As academias, salões de beleza, barbearias, atividades culturais, atividades religiosas, parques e clubes também poderão funcionar somente até às 20h de acordo com a deliberação do Comitê. Farmácias e postos de combustíveis continuam funcionando sem restrição de horário. 

“As nossas medidas estão baseadas na média móvel que no momento está em 118 novos casos, números dos últimos 7 dias. A intenção é iniciar com restrições gradativas de horário, porém se em uma semana essa média não diminuir, vamos sugerir que o horário de atendimento seja reduzido ainda mais e também para que a capacidade de ocupação seja menor. Aqui em São Carlos, por força judicial, não conseguimos, por exemplo, fechar supermercados e grandes redes aos finais de semana. Redes com drive-thru também trabalham com liminar, por isso precisamos da colaboração da população. A responsabilidade está nas mãos de todos e se conseguirmos cumprir as indicações dos Comitês locais, poderemos em breve avançar nas flexibilizações”, alertou o coordenador do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus, Mateus de Aquino.

De acordo com o secretário de Saúde, Marcos Palermo, a Prefeitura também continua as tratativas para a abertura de mais leitos para pacientes com COVID-19. “Estamos trabalhando para que mais 6 leitos de UTI e mais 10 de enfermaria sejam instalados na cidade, inclusive inicialmente nos comprometemos com o custeio desses leitos até que sejam credenciados pelo Ministério da Saúde”, explicou o secretário.

Palermo disse, ainda, que a vacinação avança no município, mas mesmo assim as pessoas não podem relaxar com as medidas sanitárias. “Já vacinamos quase 120 mil pessoas, estamos aplicando 2.750 doses por dia, porém é preciso continuar com o uso de máscaras, álcool em gel, higienização das mãos, distanciamento social e não promover aglomerações”, lembrando que nesse momento essa restrição de horário se faz necessária.

São Carlos contabiliza neste momento 21.427 casos positivos para COVID-19, com 404 óbitos confirmados até essa quinta-feira (17/06). A Prefeitura também já realizou 47.483 testes do tipo PCR em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde, sendo que 33.091 tiveram resultado negativo para COVID-19 e 14.179 apresentaram resultado positivo.

Samir Gardini, secretário de Segurança Pública, garante que a Força Tarefa permanecerá nas ruas para evitar aglomerações e o descumprimento do decreto. “Solicitamos para que não criem aglomerações, precisamos da compreensão de todos para que juntos possamos superar essa pandemia. Se a população não colaborar podemos retroceder ainda mais e voltar ao isolamento inicial”, alertou Gardini.

O Decreto Municipal Nº 157/21 que proíbe, de forma temporária, a locação de áreas de lazer e recreação também permanece válido. A multa é de R$ 10 mil pelo descumprimento.

Em São Carlos as denúncias de aglomerações devem ser realizadas no telefone 153 da Guarda Municipal.

Também participaram da reunião do Comitê o vereador Marquinho Amaral, os secretários Marcos Palermo, de Saúde, de Segurança Pública, Samir Gardini, de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Solfa, o procurador geral do município, Alexandre Carreira Martins Gonçalves, o comandante da Guarda Municipal, Michael Yabuki, a diretora de Vigilância em Saúde, Crislaine Mestre, a supervisora da Vigilância Sanitária, Fernanda Cereda, o diretor de Fiscalização, Rodolfo Penela, a diretora do Procon, Juliana Cortes,  a chefe de gabinete da Secretaria de Transporte e Trânsito, Ingridi Cazella, o chefe de gabinete da Secretaria de Comunicação, José Augusto Santana, o diretor de Procedimentos Licitatórios, Hícaro Leandro Alonso e o diretor de Tecnologia de Informação, Cristiano Pedrino.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias