Menu
segunda, 25 de maio de 2020
Coronavírus

Fiscalização continua para evitar aglomerações e práticas abusivas de preço

08 Abr 2020 - 18h00Por Redação São Carlos Agora
Fiscalização continua para evitar aglomerações e práticas abusivas de preço - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O Procon São Carlos, juntamente com o Departamento de Fiscalização da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano, com apoio da Guarda Municipal e Policia Militar, continua realizando a fiscalização em supermercados de toda a cidade a fim de investigar possíveis práticas abusivas na elevação dos preços de produtos essenciais e também a aglomeração de pessoas durante a quarentena.

“O preço para o consumidor aumentou, está claro para nós, mas aumentou também para o fornecedor, sendo legitimo o repasse. Diferente do que ocorreu com o preço do álcool em gel e máscaras que identificamos aumentos abusivos. E também começamos a notificar as distribuidoras de gás, com a apresentação de notas”, relata Juliana Cortes, diretora do Procon.

O Procon São Carlos também está acionando a Fundação Procon São Paulo para que a entidade verifique o provável indício de dano coletivo promovido por produtores, distribuidores e transportadores de gás, em razão do aumento injustificado de preços durante a pandemia.

“Sugerimos aos consumidores que não promovam o estoque de mercadorias, que valorizem produtos/marcas que não promoveram aumentos e que continuem denunciando, através do WhatsApp Business do Procon 3419-4510 ou 3419-4508, qualquer irregularidade observada”, finaliza Juliana Cortes.

Já o chefe de Fiscalização da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano, André Zambon, lembrou que as irregularidades estão sujeitas a multa. “As irregularidades constatadas estão sujeitas a aplicação de multas e demais sanções previstas no Código de Posturas do Município”.


O diretor de Fiscalização, Rodolfo Tibério Penela, informou que as operações específicas em depósitos de gás e supermercados continuarão sendo realizadas periodicamente para que as normas sejam cumpridas. “Nessa operação um supermercado foi autuado por excesso de aglomeração de pessoas”, disse Penela.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias