Menu
sábado, 16 de janeiro de 2021
Coronavírus

Comitê emergencial discute plano de vacinação contra a COVID em São Carlos

08 Jan 2021 - 19h01Por Redação
Comitê emergencial discute plano de vacinação contra a COVID em São Carlos - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Os membros do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus se reuniram nesta sexta-feira (08/01), no auditório do Paço Municipal, para discutir a continuidade do município na Fase Amarela do Plano São Paulo, e também, a elaboração do Plano Municipal de Vacinação fundamentado no que determina o Plano Estadual de Imunização (PEI). 

A reunião foi aberta pelo vice-prefeito Edson Ferraz, que solicitou união para que o município esteja preparado para a vacinação da melhor forma possível. “Até agora já realizamos um grande trabalho de prevenção contra o coronavírus. Agora temos mais esse desafio, que é fazer que a vacina chegue a todos os moradores de São Carlos. Vamos fazer isso da melhor forma possível”, solicitou Ferraz.

De acordo com coordenador do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus e secretário de Comunicação, Mateus de Aquino, a partir das últimas determinações do governo do estado, tanto para o Plano São Paulo, quanto ao Plano Estadual de Imunização, o Comitê agora segue duas diretrizes. “São pautas emergenciais e iniciais. Uma é a atualização do Plano São Paulo, claro que queríamos estar em uma situação mais confortável, mas só de continuarmos na fase amarela, nos dá um pouco mais de equilíbrio financeiro com as atividades econômicas e a manutenção de empregos, mas sempre, atentos para que não ocorra o relaxamento social. Outra frente, é o suporte a Secretaria de Saúde e a todas as demais secretarias, na execução do Plano Municipal de Vacinação. Era uma ansiedade o anúncio da vacina, das datas e tudo mais, não tenho dúvidas que o município vai estar pronto e que o Comitê vai dar suporte necessário para que a imunização aconteça da melhor forma possível”. 

A cidade de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está elaborando um plano de imunização que será entregue ao Departamento Regional de Saúde (DRS) para receber a vacina conforme calendário determinado pelo PEI. Segundo a diretora de Vigilância em Saúde, Crislaine Mestre, o encontro serviu para acertar alguns detalhes. “Diante da exposição do governo do estado em relação ao cronograma de vacinação contra a COVID-19, nós enquanto município, já estamos nos reunindo para discutir todas as questões como estrutura das equipes, pontos de imunização, entre outros. É de grande importância fecharmos essas parcerias uma realizarmos uma imunização segura e eficaz”.

Um dos assuntos abordados durante o encontro, também foi a segurança do local de armazenamento da vacina e a logística de distribuição, que a princípio, contará com o apoio da Vigilância Epidemiológica, Guarda Municipal e da Polícia Militar. “Estamos planejando um sistema de segurança para o armazenamento da vacina, fluxo de distribuição, e também, do controle de acesso das pessoas nos locais de vacinação. Estamos em meio a uma pandemia, a segurança será um aporte fundamental nesse processo, para levarmos a tranquilidade para os profissionais de saúde e para as demais pessoas que serão imunizadas”, finalizou o secretário de Segurança Pública, Samir Gardini.

Conforme divulgação do governo do estado a vacinação começa no dia 25 de janeiro. Inicialmente o plano vai priorizar a vacinação dos profissionais da saúde, grupos indígenas e quilombolas. No dia 8 de fevereiro começam a ser imunizadas pessoas com 75 anos ou mais. No dia 15 fevereiro inicia a vacinação das pessoas entre 70 e 74 anos. Dia 22 de fevereiro é a vez das pessoas entre 65 e 69 anos e no dia 1º de março a faixa etária priorizada será entre 60 e 64 anos.

A expectativa do estado é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas nesta primeira etapa, totalizando 18 milhões de doses. 

Fase Amarela -  A fase amarela permite 40% de ocupação presencial para todas as atividades liberadas, incluindo parques, e expediente de até dez horas diárias. O atendimento presencial terá que ser encerrado às 22h em todos os setores. Nos bares, as portas devem fechar ao público mais cedo, às 20h.  Atividades não essenciais que geram aglomeração, como festas, baladas e shows continuam proibidos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias