Menu
terça, 22 de setembro de 2020
S.Carlos no mundo da ciência e da tecnologia

Produção científica do Instituto de Física de São Carlos/USP chega ao marco histórico de 1.000 dissertações de mestrado

09 Ago 2020 - 09h17Por Por: Kleber J. S. Chicrala – CEPOF– INCT – IFSC – USP

O Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da Universidade de São Paulo (USP): Tradição em Ensino, Pesquisa e Inovação.

A história do Instituto de Física de São Carlos se confunde com a sua tradição em formar alunos de graduação e pós graduação, onde as inúmeras publicações científicas, dissertações e teses defendidas se comparam as grandes Universidades em todo o mundo.

Mas qual a história deste Instituto que tem como sigla IFSC ( abreviação do nome institucional “ Instituto de Física de São Carlos”) e a tradição tão reconhecida  ? 
 
O Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da Universidade de São Paulo (USP), teve sua origem na Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), fundada em 1954, quando constituía o seu Departamento de Física. Em 1971, em virtude da reforma universitária, passou a fazer parte do Instituto de Física e Química de São Carlos (IFQSC), tendo sido finalmente criado como tal em 1994, com o desdobramento do antigo IFQSC.
 
Desde sua origem mostrou vocação em pesquisa em diversas áreas da física, sobretudo na área de Estado Sólido, e, hoje o IFSC abriga projetos de pesquisa que transpõem as fronteiras da física. Possui uma produção científica de nível internacional,além de uma forte participação dos docentes em eventos científicos, nacionais e internacionais, com um respeitado programa de pós-graduação.
 
Prof. Dr. Luiz Vitor de Souza Filho Presidente e Membro Titular da CPG - Comissão de Pós-Graduação – IFSC – USP
De acordo com Bourdieu (1983), o campo científico é o lugar das disputas concorrenciais, no qual o objetivo principal é a conquista da autoridade cientifica, ou seja, da capacidade técnica e poder social, também conhecido por competência científica. E neste sentido a tradição doInstituto de Física de São Carlos (IFSC) – USP  que tem história, como sendo uma referencia nacional e internacional em pesquisa, ensino e inovação, e coloca a disposição da sociedade pesquisas e formação de alto nível, a exemplo dos trabalhos de pós-graduação, onde a produção científica chega ao marco histórico de 1.000 dissertações de mestrado. 
 
A importância da produção científica para um País está também no sentido de que, entre as inúmeras causas da desigualdade, encontram-se os fatores ligados ao dinheiro, ciência/ tecnologia e educação, onde a ciência e a educação são fortes aliados no combate a desigualdade em todas as suas fases e motivos. 
 
Prof. Dr. Vanderlei Salvador Bagnato - Diretor do Instituto de Física de São Carlos – USP
Para o Diretor do Instituto de Física de São Carlos – USP, Prof. Dr. Vanderlei Salvador Bagnato, a produção científica no IFSC vem anualmente crescendo em conteúdo e qualidade, acreditando quecom a ciência e a educação haveremos de minimizar consideravelmente a desigualdade social no Brasil e no mundo, criando riquezas e segurança com qualidade de vida. 
 
E Segundo o Prof. Dr.Luiz Vitor de Souza Filho:“ O marco de 1000 dissertações de mestrado vem comemorar um sucesso histórico do programa de pós-graduação em Física do IFSC. Fundamentado na excelência e multidisciplinaridade, o Programa vem contribuindo para a formação qualificada de profissionais de sucesso. Nossos egressos vem contribuindo com a sociedade brasileira em diversas frentes ajudando a transformar a região de São Carlos.
 
É com muito alegria que o IFSC comemora esse evento que servirá como incentivo para conquistas futuras”.
 

Fontes: Kleber J. S. Chicrala – Jornalismo Científico do CEPOF – INCT – IFSC – USP e Assessoria de Comunicação do IFSC – USP /Site IFSC-USP

ASSISTAM NO NETFLIX – RELÓGIOSATÔMICOS
https://www.netflix.com/title/81020977?s=a&trkid=13747225&t=cp
Episódio 3 aos 4:30 min
USP de São Carlos no Netflix
 
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias